Em 2023, a MINI se tornará pioneira neste campo, usando rodas fundidas de liga leve feitas de 70%
Divulgação
Em 2023, a MINI se tornará pioneira neste campo, usando rodas fundidas de liga leve feitas de 70%

O grupo BMW anunciou que a partir de 2024 todo o processo na fabricação de rodas de alumínio será 100% verde e serão usadas nas marcas da própria BMW, além da Mini que também faz parte do conglomerado.


De acordo com a empresa, a transição se aplica, em particular, à eletrólise de uso intensivo de energia usada na produção de alumínio e ao processo de fundição de rodas. Até agora, as rodas foram responsáveis por 5% das emissões de CO² da cadeia de abastecimento.

Com a nova metodologia no processo de fabricação das rodas, A transição reduzirá essas emissões em mais da metade. O BMW Group adquire cerca de 10 milhões de rodas de liga leve por ano ; 95% destes são feitos de alumínio fundido. Com o uso consciente e sustentável do alumínio por seus fornecedores, a BMW garantirá uma economia até 500.000 toneladas de CO² por ano.

“Já fechamos mais de 400 contratos com nossos fornecedores, incluindo fornecedores de rodas e alumínio, exigindo que eles usem energia verde ”, afirma Joachim Post, Membro do Conselho de Administração do BMW AG responsável por Compras e Rede de Fornecedores.

Em 2023, a MINI se tornará pioneira neste campo, usando rodas fundidas de liga leve feitas de 70% de alumínio secundário na nova geração do Mini Countryman . A combinação de 100% de energia verde para produção e 70% de conteúdo de matéria-prima secundária, pode reduzir as emissões de CO² em até 80% , em comparação com os processos de fabricação convencionais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários