Peugeot 208 1.0: além dos novos itens, estreia a cor Cinza Artense, com detalhes pintados de preto brihante
Guilherme Menezes/ iG Carros
Peugeot 208 1.0: além dos novos itens, estreia a cor Cinza Artense, com detalhes pintados de preto brihante

Desde 2004 não vemos um Peugeot equipado com motor 1.0 nas concessionárias. Isso acaba de mudar com o lançamento do novo 208 que, passa a ser, o 1.0 mais completo do mercado. Chega nas versões Like 1.0 (R$ 72.990) e Style 1.0 (R$ 79.990), com o mesmo motor do Fiat Argo, mas com modificações.

O maior destaque do Peugeot 208 1.0 é a central multimídia de 10,3 polegadas, com conectividade para celulares via Android Auto e Apple Car Play, bem como assinatura ‘dente de sabre’ no pára-choque dianteiro, carregador por indução e, inclusive, teto solar panorâmico e rodas de liga leve de 16 polegadas (na versão Style).

O que está por trás desse lançamento, estrategicamente falando? Além disso, o que esteve envolvido na aplicação do motor que, originalmente, foi criado e aplicado pela Fiat ? Entrevistamos Rafael Filon, gerente de marketing e produto da Peugeot , para descobrir mais detalhes. Ouça na íntegra a seguir.

"Estamos em uma fase de reposicionamento da marca. Queremos nos posicionar como topo de linha, dentro do mercado de 1.0. 60% do segmento de hatches compactos ainda são compostos por carros com motor 1.0. Diante da alta dos combustíveis, notamos crescimento nas vendas dos 1.0", diz Rafael.

O motor 1.0 Firefly recebeu selo ‘A’ de eficiência pelo Inmetro. Na bateria de testes de homologação do órgão, apresentou consumo de 10,4 km/l (etanol) e 11,3 km/l (gasolina) na cidade, bem como 14,7 km/l (etanol) e 16,3 km/l (gasolina) na estrada. Isso com 71 cv e 10 kgfm a 2.000 rpm (gasolina), ou 75 cv e 10,7 kgfm a 2000 rpm (etanol).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários