Mercedes-AMG One traz todo aparato tecnológico dos carros de corrida mais avançados que existem hoje em dia
Divulgação
Mercedes-AMG One traz todo aparato tecnológico dos carros de corrida mais avançados que existem hoje em dia

A Mercedes-AMG levou cerca de cinco anos para apresentar a versão de produção do Project One Concept, mas o 'hipercarro' finalmente chegou e é algo mais próximo de um carro de Fórmula 1 para a estrada que o dinheiro pode comprar.


Assim é o Mercedes-AMG One , um superesportivo equipado com motorização híbrida, no caso um V6 turbo de 1,6 litro, a gasolina emprestado dos carros de Fórmula 1 da escuderia alemã, além de mais quatro elétricos, todos em posição central.

De acordo com a fabricante, são 1.063 cv de potência disponíveis a 11.000 rpm, que é acoplado a uma caixa automatizada , de sete marchas. Em termos de desempenho são 2,9 segundos para ir de 0 a 100 km/h, tempo que sobe para apenas 7 segundos de 0 a 200 km/h e meros 15,6 segundos de 0 a 300 km/h.


O Mercedes-AMG One pode atingir 352 km/h. O consumo médio de combustível é estimado em 11,50 km/l e emite 198 g/km de CO2 combinado por 100 km. 

Os 'pilotos' podem escolher entre nada menos que seis modos de condução . O Race Safe prioriza os motores elétricos , o Race usa o powertrain híbrido com ênfase no carregamento da bateria, o EV que faz o óbvio priorizando a economia total de combustível, o Race Plus destina-se apenas à condução em pistas de corrida.

Nesse modo, ele usa a aerodinâmica ativa rebaixando o carro em 37 mm na frente e 30 mm na traseira, o Strat 2 faz o mesmo, proporcionando total potência de todos os motores, semelhante aos carros de F1 durante a qualificação, e, por fim, o Individual que permite que cada 'piloto' façam seus ajustes personalizados desejados.

Além disso, três configurações estão disponíveis aqui, chamadas Highway (Race Safe, Race, EV e Individual), Track (Race Plus e Strat 2) e Race DRS, com o último sendo ativado com o pressionar de um botão e funcionando de maneira semelhante ao o sistema em carros de F1 .


Fabricado em torno de uma estrutura de fibra de carbono, com subchassi dianteiro e traseiro de alumínio, o Mercedes-AMG One tem suspensão coilover, com cinco links, e dois suportes ajustáveis ​​em cada eixo. Estes podem ser configurados em Comfort, Sport e Sport+.

Os freios de cerâmica de carbono fornecem o poder de frenagem e roda em rodas dianteiras de 19 polegadas e traseiras de 20 polegadas, calçadas com pneus Michelin Pilot Sport Cup 2R M01 sob medida, 285/35 na frente e 335/30 na traseira.

A produção do Mercedes-AMG One é limitada a 275 unidades, sendo que todas já foram vendidas em pouco tempo, apesar do preço inicial de mais de 2 milhões de euros, o equivalente a R$ 10,1 milhões, em uma conversão simples. Segundo a fabricante, três brasileiros estão a lista dos compradores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários