Com alta eficiência aerodinâmica, conceito da Mercedes quebra recorde de eficiência energética
Divulgação
Com alta eficiência aerodinâmica, conceito da Mercedes quebra recorde de eficiência energética

A Mercedes-Benz realizou uma demonstração pública do avanço das suas tecnologias elétricas ao levar o conceito Vision EQXX da fábrica da marca em Sindelfingen, na Alemanha, até Cassis, na Costa Sul da França,  atravessando os Alpes Suíços e norte da Itália

Não há detalhes dos planos da montadora alemã com o conceito Vision EQXX , já que ele não apresenta similaridades com nenhum modelo atual da marca ou da linha EQ , focada em veículos elétricos. É provável que o conceito sirva para desenvolver uma bateria focada em longo alcance.

Segundo a Mercedes , o trajeto começou em clima frio e chuvoso na Alemanha, onde o veículo conseguiu atingir uma velocidade máxima de 140 km/h em um trecho sem limites de velocidade na Autobahn alemã, e dentro dos limites de velocidade ao longo da rota, que passou por estradas sinuosas e com mudanças de elevações, até chegar no ensolarado litoral francês.

O Vision EQXX completou os 1008 km do trajeto em 11 horas e 32 minutos e quebrou o recorde mundial de eficiência, ao consumir 8.7 kWh a cada 100 km, um EQS da própria Mercedes, precisa de 30 kWh a cada 100 km. A montadora descreveu a jornada experimental como “a maior viagem desde a invenção da mobilidade elétrica.”

Leia Também

Um dos fatores que auxiliaram o EQXX a conseguir tal feito é a eficiência aerodinâmica, já que o coeficiente de arrasto (Cx) do conceito é 0,17, o que seria um recorde para veículos de produção.

Além disso, pneus de pouquíssima resistência a rolagem foram desenvolvidos pela Bridgestone especificamente para o veículo, e de acordo com a montadora alemã, alguns materiais utilizados na construção do conceito, não são possíveis de serem levados à um veículo de produção em série por enquanto.

A Mercedes-Benz divulgou que o trem de força elétrico do EQXX transmite 95% de eficiência das baterias diretamente para as rodas, e que a nova bateria de 100 kWh é 50% menor e 30% mais leve do que a utilizada no EQS, que atualmente o carro-chefe da linha EQ da montadora.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários