Tamanho do texto

Encontro em Pebble Beach, na costa da Califórnia, teve novidades de 11 fabricantes na semana passada

Novo BMW Z4  foi mostrado na Califórnia. Marca avaliou ser mais adequado do que em qualquer salão do automóvel
Divulgação
Novo BMW Z4 foi mostrado na Califórnia. Marca avaliou ser mais adequado do que em qualquer salão do automóvel

Pebble Beach é uma pequena comunidade costeira, independente e privada, no Condado de Monterey, na Califórnia (EUA). Habitada e visitada por milionários e jogadores de golfe, ela sedia desde 1950 um encontro de clássicos e supercarros, o charmoso Pebble Beach Concours d´Elegance. Sem fins lucrativos, tudo o que é arrecadado é doado para instituições de caridade, ao contrário de eventos do tipo Salão do Automóvel realizados em diversos países.

LEIA MAIS: Como a realidade virtual vai revolucionar a escolha do carro

A edição deste ano, encerrada no último fim de semana, atraiu marcas como BMW, Audi e Mercedes-Benz, que já anunciaram que não participarão do tradicionalíssimo Salão do Automóvel de Detroit (EUA) do ano que vem. Não apenas marcaram presença como mostraram grandes novidades.

O mesmo vale para Ferrari, Bugatti, Ford, Genesis (divisão de luxo da Hyundai), McLaren, Acura (divisão de luxo da Honda), Lamborghini e Infiniti (divisão de luxo da Nissan). Sim, 11 marcas apresentaram lançamentos ou protótipos inéditos em Pebble Beach . Hoje é difícil um salão automotivo internacional reunir tantas novidades. E a praia californiana não é exceção. Há dois eventos com esse mesmo perfil que estão atraindo cada vez mais investimentos de marketing das montadoras: os encontros anuais de Goodwood, no interior da Inglaterra, e Concorso d’Eleganza Villa d’Este, na Itália.

Antes do Salão do Autoóvel, em São Paulo, a Fiat Toro Ranch foi mostrada na Festa do Peão de Barretos (SP)
Divulgação
Antes do Salão do Autoóvel, em São Paulo, a Fiat Toro Ranch foi mostrada na Festa do Peão de Barretos (SP)

Se marcas premium buscam cada vez mais esses três encontros para exibir seus carros, marcas em geral procuram eventos de tecnologia para expor seus conceitos de mobilidade, como a CES de Las Vegas , em janeiro. Eventos temáticos atraem o público certo para o propósito de cada carro ou protótipo, enquanto os grandes salões automotivos tornam-se cada vez mais um grande show-room de novidades já conhecidas pelo público, salvo algumas exceções.

No Brasil isso ainda não acontece com tanta frequência, mas já há alguns exemplos surgindo. A Fiat escolheu a Festa do Peão de Barretos (SP) para lançar a Toro Ranch, nova versão de sua picape. O maior evento de rodeio da América Latina terminou no último domingo. Já a Toyota está lançando nesta semana a Toyota Hilux reestilizada na Expointer, maior exposição agropecuária do Brasil, realizada em Esteio, Rio Grande do Sul.

Salão do Automóvel a céu aberto

Ferrari 488 Pista foi outro supercarro  mostrado na Califórnia antes de aparecer em algum Salão do Automóvel por aí
Divulgação
Ferrari 488 Pista foi outro supercarro mostrado na Califórnia antes de aparecer em algum Salão do Automóvel por aí

Voltando a Pebble Beach, foi até difícil escolher a grande estrela entre tantas atrações. A mais “pé no chão” foi a nova geração do roaster BMW Z4. A mais “de sonho” foi a Bugatti Divo, hipercarro de 1.500 cv limitado a 40 unidades. O preço? Algo em torno de R$ 24 milhões, convertendo para a nossa moeda. Já a Ferrari mostrou seu 50º modelo conversível, a 488 Pista Spider, com o mais poderoso V8 da marca, de 720 cv.

LEIA MAIS:  Experiência de ir a uma concessionária precisa melhorar. E já há tentativas

No quesito futurismo, a briga foi boa entre as alemãs Audi e Mercedes. A primeira foi ao evento com o conceito PB18 E tron um esportivo elétrico com linhas inspiradas
 túneis de vento e em bólidos da Audi nas 24 Horas de Le Mans.

Já a Mercedes respondeu com o protótipo Vision EQ Silver Arrow, um monoposto que antecipa como será o estilo da submarca de elétricos EQ, que a montadora alemã vai lançar até 2020. A japonesa Infiniti foi na mesma direção com o arrojado Prototype 10, um aperitivo dos futuros esportivos elétricos da marca criada pela Nissan. Se até eventos de clássicos e feiras de tecnologia se tornaram palco para vislumbrar o futuro das marcas, o que sobrará para eventos do tipo Salão do Automóvel como os de Frankfurt, Paris, Genebra e Detroit?

LEIA MAIS: Seis motivos que fazem do Salão de Genebra o melhor evento de carros 

Escreva para autobuzz@igcorp.com.br ou acesse o site autobuzz.com.br

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.