Citroën
Divulgação
O novo Citröen ë-C4, totalmente elétrico, será apresentado no próximo dia 30 de junho e sucederá o atual Cactus

A crise coronavírus vem afetando os planos de muitas montadoras, entre elas a conclusão da aliança da FCA (Fiat-Chrysler) e PSA (Peugeot-Citroen). Se tudo der certo, no final do ano, com essa fusão firmará o quarto maior fabricante mundial de veículos. Enquanto isso, as marcas do grupo vem mostrando seus lançamentos de EVs e o mais recente participante será o novíssimo crossover Citroën ë-C4, sucessor do atual SUV Cactus.

LEIA MAIS: Mercedes terá modelos EQA e EQS, como elétricos de grife

O Citroën ë-C4 será apresentado no dia 30 de junho e estará disponível para encomenda nas próximas semanas no mercado europeu. Os primeiros modelos chegarão às ruas em setembro e também serão oferecidas nas versões movidas a gás, diesel e híbrida. Há previsão da chegada no mercado brasileiro de uma das versões, provavelmente, a híbrida.

Citroën
Divulgação
A Citröen tem uma tradição de demonstrar veículos-conceito que antecipam detalhes de estilo de futuros modelos

No entanto, é o novo design do ë-C4 que chamará à atenção no lançamento, acredita a montadora. O CEO da Citroën, Vincent Cobee, disse que o modelo trará "um novo e diferenciado visual para o segmento dos crossovers”. As primeiras imagens divulgadas mostram que terá um perfil alongado com uma linha de teto arqueada e uma porta traseira alta.

LEIA MAIS: BMW aposta no futuro com os carros elétricos IX3, I4, iNEXT e M5

Interessante é que a Citröen tem uma característica de lançar veículos conceituais dramáticos, como o pequeno Ami One. No caso, ele emprestará a alguns detalhes da iluminação traseira ao novo ë-C4.

O modelo de produção terá a plataforma e-CMP usada também em outros carros do grupo PSA. Trata-se de um chassi especial para carros elétricos com sistema flexível que permite expandir para diversas especificações de veículos. A mesma arquitetura é compartilhada com os modelos Opel Corsa-e, Peugeot e-208, e-2008 e Citröen DS3 Crossback e-Tense, entre outros do futuro grupo FCA-PSA.

Nivus
Divulgação
O VW Nivus (foto) e o Citröen ë-C4 representam uma nova geração no segmento de veículos crossovers

Embora o trem de força ainda não esteja oficialmente confirmado, ele deve utilizar o mesmo conjunto propulsor de outros modelos já apresentamos da PSA. Ou seja, um motor elétrico de 136 cv de potência com 26,5 kgfm de torque máximo alimentado por uma bateria de íon de lítio de 50 kWh. Em termos de autonomia, será em torno de 310 km com uma única carga.

LEIA MAIS: Veja as versões híbridas do Renault Clio, Captur e Megane com tecnologia E-Tech

O ë-C4 vai ser uma opção no novo segmento que está se criando no mercado de crossovers médios totalmente elétricos. Entre os principais rivais estará os novos modelos da Volkswagen: o elétrico ID.4 e versões do Nivus que estará nas ruas brasileiras em breve.

De qualquer forma, o Citroën ë-C4 é mais um produto estratégico para o grupo PSA . Ele é parte do plano de 'Push To Pass' (algo como Avanço à Frente) do grupo que tem como meta uma gama de 40 veículos elétricos ou eletrificados em 2025. É esperado que este carro elétrico chegue ao Brasil para atender um nicho de mercado mas altamente representativo para imagem moderna de uma montadora.

    Veja Também

      Mostrar mais