Rivian
Divulgação
R1T será produzida pela startup Rivian que tem um apoio financeiro da Ford. Antes de chegar às lojas, já tem várias encomendas

A indústria automotiva está passando por grande mudança com os veículos elétricos. Falando sobre picapes, várias marcas - novas e antigas - anunciaram que estão trabalhando para produzir modelos elétricos. Entre as novatas no ramo, os destaques são as picapes elétricas Rivian R1T, a Lordstown Endurance e a Tesla Cybertruck.

Com características de startup, onde a racionalidade e eficiência são elementos principais do negócio, as novas montadoras acreditam no potencial de picapes elétricas e têm perspectivas otimistas com seus impressionantes veículos. A proposta audaciosa é ultrapassar os motores a gasolina das picapes tradicionais em vantagens operacionais e popularidade.

A picape R1T, prevista para 2022, será produzida pela startup Rivian que tem um apoio financeiro da Ford. Ela estará equipada com 4 motores elétricos, cada um com capacidade de 199 kW. A potência total pode ser configurada em diferentes níveis, de 408 cv a 765 cv, conforme as opções de baterias, ou seja, 105 kWh, 135 kWh e 180 kWh. A autonomia é de 370 km , 482 km e 676 km, respectivamente. A capacidade de reboque é de 5.000 kg.

A Rivian anunciou inicialmente que o veículo custaria US$ 69.000 não incluídos os incentivos fiscais existentes em vários mercados para incentivar a compra veículos elétricos.

Lordstown Endurance

Lordstown Endurance
Divulgação
Conta com quatro motores elétricos com 600 cv e a capacidade de reboque é de 3.450 kg

Já a Lordstown Motors adquiriu uma instalação da GM extinta em Ohio, nos Estados Unidos, transformando-a numa fábrica de sua picape totalmente elétrica. O modelo Endurance é um EV futurista com quatro motores, um em cada roda, e sistema de tração integral. A potência total será de 600 cv e a capacidade de reboque é de 3.450 kg.

A empresa diz que a Endurance oferecerá um alcance de 320 km. A capacidade da bateria é de cerca de 147 kWh para a versão básica. O preço inicial é de US$ 52.500. A empresa já está com pré-venda disponível nos Estados Unidos com foco em atender a frotas de empresa.

Tesla Cybertruck

Tesla
Divulgação
Tesla Cybertruck é a picape elétrica mais esperada no mercado norte-americano

A Tesla Cybertruck é a picape elétrica mais esperada no mercado norte-americano. Construída com estrutura em aço inoxidável laminado a frio, que pode ser personalizado em diferentes cores, e com vidro blindado, a Cybertruck promete ser uma rival para a Ford F.150 elétrica, ambas previstas para 2022.

A Tesla Cybertruck terá versões com um, dois ou três motores elétricos. O modelo básico terá tração traseira e os demais com tração integral.. Segundo a Tesla, o trem de força potente e o baixo centro de gravidade do veículo oferecem alta estabilidade e muito torque de tração, permitindo, por exemplo a aceleração de 0 a 100 km/ h em apenas 2,9 segundos na versão com três motores.

A picape Cybertruck tem autonomia de mais de 800 km no modelo mais potente e todas têm bons números de off-road: 35° no ângulo de ataque, 28º no ângulo de saída e 16º no vão livre do solo. A capacidade de carga está entre 3.400 kg e 6.350 kg, dependendo da versão.

Com um atraso em relação ao plano inicial, o modelo entra em produção em 2022, mas a Tesla já aceita depósitos de US$ 100 para reserva do modelo. A versão de três motores tem preço de US$ 69.900, a com bimotor US$ 49.900 e a monomotor US$ 39.900.

Ao longo dos últimos anos, essas picapes elétricas são frequentemente revidados e anunciados como veículos de alta capacidade para o trabalho e aventuras off-road. Resta saber se conseguirão enfrentar as picapes tradicionais que há décadas dominam o mercado norte-americano, o maior do mundo destes veículos.

    Veja Também

      Mostrar mais