Uber
Divulgação
A “Uber Green” quer usar 100% veículos híbridos e elétricos até 2040

A Uber quer se transformar numa empresa “verde” de transporte urbano por aplicativo. Entre as sua iniciativas, a empresa vai promover uma transição para carros elétricos e híbridos em várias partes do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, a empresa anunciou uma parceria com a GM para ajudar os motoristas a comprar o Bolt EV com desconto.

A chamada “ Uber Green ” quer dar a opção para os usuários escolherem viajar em híbridos ou EVs. “Estamos nos comprometendo a se tornar uma plataforma multimodal com 100% das viagens em veículos com emissão zero em fases que vão até 2040”, disse a Uber .

O investimento da Uber neste projeto será de US$ 800 milhões. Os motoristas que optarem por veículos eletrificados também receberão maior ganho da Uber por viagem. O plano já está em andamento em 15 cidades dos Estados Unidos e Canadá, além de Londres. Nesta última, a Uber iniciou um projeto-piloto com a Nissan com o modelo Leaf.

Uber
Divulgação
A Uber tem um projeto-piloto com a Nissan com o modelo Leaf para motoristas do aplicativo em Londres

Nos Estados Unidos e Canadá, a GM oferecerá o Chevy Bolt EV para motoristas de Uber com um desconto de 20%, incluindo estações de carregamento domésticas. O preço final por lá ficará em U$ 26.500.

O Chevrolet Bolt EV é o primeiro carro elétrico 100% da GM. É um veículo utilitário hatchback compacto com cerca de 415 km de autonomia com uma carga completa. O modelo 2020 já vendido no Brasil no Brasil pelo preço acima de R$ 200 mil.

A GM já anunciou um novo Chevy Bolt com lançamento previsto para 2021 com visual mais esportivo. A linha terá também o modelo crossover Bolt EUV

Uber
Divulgação
Nos EUA, parceria com a GM permitirá a compra do Bolt EV com desconto

A transição de empresas de aplicativos, as chamada “e-healing, para veículos elétricos vem se tornando uma realidade. No início deste ano, a Lyft, o maior concorrente do Uber, assumiu um compromisso semelhante. No entanto, a Lyft pretende atingir um acionamento 100% elétrico até 2030. Aliás, a Lyft também tem uma parceria com a GM no desenvolvimento de um carro autônomo.

Ao buscar novos formatos, as empresa de aplicativos de transporte privado buscam adequar-se às metas climáticas mais rígidas em muitos países. Estudos mostram que as viagens de “carona remunerada”, como é chamado esse serviço, resultam em aproximadamente 69% mais poluição provocada por esses veículos de uso constante.

Lyft
Divulgação
A Lyft, concorrente da Uber nos transporte por aplicativo, tem uma parceria com a GM para desenvolver carros autônomos

É claro que no Brasil, iniciativas como estas ainda estão distantes. Mas, a Uber vem se empenhando em investir na sua imagem. Recentemente, promoveu a volta das Ciclofaixas de Lazer da capital paulista. Um boa ação de marketing. Já é um começo.

    Veja Também

      Mostrar mais