Nikola Badger
Divulgação
A General Motors e a Nikola discutem parceria para produzir em conjunto a picape Badger


Nikola é um nome um tanto estranho para uma fabricante de veículos. Mas, essa startup norte-americana, que coleciona alguns escândalos recentes, afirma dispor de tecnologia para construir picapes e caminhões elétricos, além de movidos por célula de combustível. Tanto que ela tem negociações de parcerias com a General Motors e Iveco.


"Estamos avançando no acordo", disse o presidente da GM, Mark Reuss, à Bloomberg TV. Mas, a GM e a Nikola ainda não concluíram a negociação depois da revelação de "enganos" (ver abaixo) sobre a tecnologia e capacidades da startup, fazendo com que o preço das suas ações despencasse.

Segundo o acordo, a Nikola utilizaria o novo sistema de bateria Ultium da GM e a tecnologia de célula de combustível Hydrotec para seus veículos. A GM projetaria e fabricaria as versões de bateria elétrica e de célula de combustível da picape Nikola Badger.


A picape Badger promete uma tecnologia revolucionária. Deverá ter duas variantes: uma com propulsão elétrica pura e outra versão elétrica com células de hidrogênio. O sistema propulsor 100% elétrico deve atingir 919 cv de potência máxima (461 cv de potência continua) e torque de 135,5 kgfm com uso de quatro motores. Terá tração independente em cada roda e percorrerá de 0 a 100 km em 2,9 segundos.

O outro sistema propulsor conta com uma bateria de 160 kWA e uma célula de combustível movida a hidrogênio. Em termos de alcance, sāo 482 km fornecidos pela bateria e outros 483 km graças ao armazenamento de 8 kg de hidrogênio. A autonomia total será de 969 km.

Interessante é que a startup Nikola tem também um acordo com a fabricante europeia Iveco. A parceira já trabalha no projeto de um caminhão elétrico que será produzido na Alemanha. Os primeiros caminhões a sair da fábrica terão tração 4×2 e 6×2. Os cavalos-mecânicos têm baterias modulares com capacidade de até 720 kWh. A potência do motor elétrico é de 653 cv.

O caminhão Nikola Tre é baseado no Iveco S-Way, a nova linha de pesados da marca lançado em julho, na Europa. Na versão “normal”, o S-Way pode ter motores de 9, 11 e 13 litros, com potências entre 310 e 570 cv. Há ainda uma opção a gás natural com 460 ê autonomia de 1.600 km.

Acusação de fraudes

Nikola Tre
Divulgação
A parceria Nikola-Iveco trabalha no projeto dos caminhões elétricos Tre incluindo um modelo cavalo-mecânico


Nestes acordos, no entanto, há ainda um cenário confuso com as graves acusações de que a Nikola vem enganando investidores. Uma delas é que startup, numa apresentação, fingiu ter uma picape movida a célula de hidrogênio funcional, usando na verdade propulsão de gás natural veicular.

Outra alegação é que o vídeo promocional sobre o caminhão elétrico também não era funcional. E que na verdade ele foi gravado em uma descida com o caminhão no neutro, para rolar sozinho. Resta a saber se esses projetos anunciados vão se realizar nos próximos anos. Mas, a defesa demissionário CEO da Nikola, é que "o foco deveria estar na empresa em sua missão de mudar o mundo".

    Veja Também

      Mostrar mais