Volkswagen Fusca ganhou uma sobrevida em agosto de 1993 graças ao então presidente Itamar Franco
Divulgação
Volkswagen Fusca ganhou uma sobrevida em agosto de 1993 graças ao então presidente Itamar Franco

O setor automotivo foi sempre muito incentivado no Brasil. Na época do Plano Real que recuperou a economia brasileira na década 90, por exemplo, a criação do “carro popular” marcou uma nova era da indústria, começando com o relançamento do VW Fusca.

Era tempo da Autolatina , aliança que reunia a VW e a Ford, no País e eu pude participar deste evento que teve grande repercussão: a ressuscitação do Fusca . Em agosto de 1993, o então presidente Itamar Franco, autor da ideia, reinaugurou a linha de montagem do Fusca na fábrica da VW , em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Lá foi produzido o apelidado “Fusca Itamar”, um modelo básico com motor 1600 cc a álcool que produzia 58,7 cavalos. Ele acelerava de 0 a 100 km/h em longos 14,3 segundos e tinha velocidade máxima de apenas 140 km/h.

Fusca conversível foi feito exclusivamente para a apresentação oficial do modelo  na fábrica da VW em SP
Divulgação
Fusca conversível foi feito exclusivamente para a apresentação oficial do modelo na fábrica da VW em SP

Interessante é que nessa visita, o presidente usou um “Carro dos Sonhos”: um Super Fusca conversível. Para a cerimônia, a VW encomendou junto à Sulam, empresa especializada em veículos especiais, a transformação de duas unidades do Fusca conversível.

Uma delas foi comprada pelo próprio presidente e está no memorial Itamar Franco, em Juíz de Fora (MG). A outra ficou no acervo da fabricante. Um detalhe: a VW nunca fez um Fusca conversível no País.

Vale destacar que, em 1994, o Governo federal baixou o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para 0,1% para incentivar os carros populares . O preço final estabelecido foi no máximo US$ 6,8 mil (naquele ano R$ 1 valia exatamente US$ 1).

Atualmente, os carros 1.0 estão longe de serem um veículo popular tanto em preço como em tecnologia. A proposta desta coluna é mostrar lendários e históricos veículos da nossa indústria. Mas, também relembrar exemplos do passado, que podem incrementar o mercado de autos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários