Bill Ford ao lado do Mustang conversível, em 2015, no topo de Empire State Building, em Nova York (EUA)
Divulgação
Bill Ford ao lado do Mustang conversível, em 2015, no topo de Empire State Building, em Nova York (EUA)

A estratégia de marketing do automóvel sempre teve ideias ousadas. A história do Mustang, por exemplo, foi repleta delas sempre com aventuras e ações cinematográficas.

Para celebrar os 50 anos do Mustang , a Ford expôs, em 2015, esse veículo esportivo no último andar do Empire State Building, um arranha-céu de 102 andares em Manhattan, no centro de Nova York (EUA) , com quase 400 metros de altura.

Como edifício é muito alto e localizado numa área central que não permitia o içamento, tão-pouco o uso de elevadores, a solução foi uma complexa operação de engenharia . Ou seja, ele foi desmontado completamente e montado lá em cima, ficando funcionando com seu característico ronco do motor. O mesmo procedimento foi também realizado para a descida.

Entretanto, essa ação de marketing , que pude assistir no local, foi uma repetição da mesma exposição feita 1965, quando a montadora lançou seu esportivo mais famoso que foi apresentado da mesma forma. Hoje, os dois veículos de épocas diferentes estão expostos num museu da Ford .

Nas duas ocasiões, o Mustang chamou a atenção do público pela sua exclusiva apresentação. Aliás, o carisma do esportivo foi construindo com múltiplas estratégias diferenciadas.

Assim, desde que foi lançado, o Ford Mustang tornou-se uma parte importante da cultura mundial do automóvel . Ele soma mais de três mil aparições em filmes e na TV, com grandes astros, além de ser tema de centenas de músicas.

No Brasil, o Mustang chegou um pouco tarde, em 2018, mas mereceu um evento empolgante no Jockey Club de São Paulo. Precedido de salto de pára-quedismo noturno, o carro desfilou na pista central do hipódromo numa alusão ao nome Mustang, um raça puro-sangue de cavalos norte-americano.

Chegando aos dias atuais, para celebrar o 58º aniversário do Mustang , a montadora lança novas opções inéditas de cores perolizadas para o esportivo, atualmente nas versões Mach 1 , Bullit e Shelby .

Aos 58 anos, o Mustang ganhou novas cores inéditas

Ford Mustang em inédito tom de verde entre as novidades disponíveis para comemorar os 58 anos do esportivo
Divulgação
Ford Mustang em inédito tom de verde entre as novidades disponíveis para comemorar os 58 anos do esportivo

O Mustang , em sua quarta geração, está equipado com o motor Coyote V8 5.0 mais potente da linha, capaz de gerar impressionantes 483 cv de potência.
O grande desafio da montadora agora é definir uma nova identidade para este cupê esportivo. Em 2021, o Mustang ganhou a versão elétrica Mach-E .

A julgar pelo primeiro ano de vendas, ele ganhou a confiança do público no segmento movido à eletricidade. Também recebeu vários prêmios da imprensa com o “ Carro Elétrico do Ano de 2021 ”, além ser finalista do “Carro Mundial do Ano “ agora em 2022 . Ou seja, um bom recomeço para um carro que tem muita história.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários