O visual agressivo tem inspiração na supereportiva Panigale
Divulgação
O visual agressivo tem inspiração na supereportiva Panigale

A Ducati destaca como item de diferenciação entre todas as motocicletas de produção em série no mundo e a sua novíssima Multistrada V4S, o fato de que essa sofisticada big trail é equipada com um sistema até agora só conhecido em automóveis: o sensor de distância.

Mas a motocicleta é muito mais do que isso, é uma Ducati com a identidade de big trail mas com inspiração de superesportiva, adotando a ótica frontal DRL da Panigale .

O conceito “quatro motos em uma” divulgado pelo fabricante não é uma exclusividade da Ducati Multistrada V4S , uma vez que suas rivais também se prestam bem para as quatro utilizações a que se destinam – esportiva, enduro, urbana e turismo – mas é possível identificar um compromisso muito grande com todas elas.

A esportividade pode ser definida pelo compacto motor de 170 cv com alguma ajuda proveniente do MotoGP , e também da ciclística completamente adequada para excelente desempenho tanto no asfalto quanto fora dele.

A boa utilização como enduro pode ser creditada às suspensões eletrônicas e sua capacidade off road , e o seu lado urbano é definido pela agilidade maneabilidade da motocicleta, apesar de seu tamanho.

Já o lado turístico da Multistrada V4S é corroborado pelo maior intervalo de manutenção, ao maior conforto do piloto, ao sistema de navegação e, inaugurando uma tendência nas motocicletas, os sensores dianteiro e traseiro de distância, que o fabricante chama de “radares”.

Esse sistema funciona em conjunto com o c ontrole de velocidade adaptativo ( cruise control ) e o detector de ponto cego ( blind spot ), formando uma imagem no painel como se a motocicleta estivesse sendo monitorada de cima.

O sensor dianteiro mantém a distância determinada pelo piloto em relação ao veículo que vai à frente, adaptando para isso a velocidade selecionada no cruise control. O sistema não freia a motocicleta . Já o sensor traseiro detecta veículos que podem estar chegando em velocidade excessiva por trás da motocicletas e também ajudo o piloto a fazer mudanças de faixas de rolamento de forma mais segura.

Leia Também

Um de seus atributos é o bom desempenho no fora de estrada
Divulgação
Um de seus atributos é o bom desempenho no fora de estrada

O motor da Multistrada V4 é uma revisão dos motores da Panigale e da Streetfighter, o Desmosedici Stradale de 1.103 cm 3 , com cilindrada aumentada para 1.158 cm 3 e potência reduzida para 170 cv, recebendo a denominação de V4 Granturismo.

Essas alterações, combinadas com a adoção do sistema de fechamento de válvulas por molas e não mecanicamente – ou seja, esse motor não é desmodrônico – foram necessárias para que a nova Multistrada se tornasse mais adequada a longas viagens, com maior suavidade de funcionamento e intervalo de regulagem de válvulas a cada 60.000 km (a Multistrada 1260 exige regulagem de válvulas a cada 30.000 km)

O test-drive com a nova Ducati Multistrada V4S foi curto e em velocidade bastante reduzidas, de modo que, das quatro utilizações definidas pelo conceito “quatro motos em uma”, apenas o seu lado urbano pôde ser constatado, apesar de o percurso ter sido no fora de estrada. É que a nova Ducati Multistrada V4S se mostrou bem mais fácil de ser pilotada, principalmente em baixas velocidades, do que sua antecessora.

Mais adequada a viagens, a Multistrada V4S tem maiores intervalos de manutenção
Divulgação
Mais adequada a viagens, a Multistrada V4S tem maiores intervalos de manutenção

A suavidade do motor V4 , em especial depois de “amansado” para essa aplicação, ajudou muito nessa percepção, bem diferente do motor “cabeçudo” com reações abrutalhados do V2 anterior.

Outro ponto de destaque nessa jornada em baixas velocidades foi a utilização do sistema de troca de marchas sem necessidade de acionamento da embreagem : geralmente essas trocas exigem uma tocada bastante esportiva para perfeito funcionamento, mas na V4S todas as marchas puderam ser selecionadas sem qualquer tranco e em rotações extremamente baixas.

Muito, ainda, pode – e deve – ser falado sobre a Ducati Multistrada V4S , principalmente em relação às suas capacidades turística, esportiva e de enduro, e também a urbana, desta vez em uma utilização realmente urbana, mas deixaremos essas análises para quando a motocicleta estiver disponível para uma avaliação mais aprofundada. Não é difícil no entanto, imaginar que ela passará com louvor em qualquer uma dessas provas.

A Ducati Multistrada V4S já está disponível na rede da marca com valores partindo de R$ 144.990, podendo ser maior que isso se alguns dos acessórios oferecidos oficialmente forem incluídos, como o escapamento especial que aumenta 10 cv na potência do motor.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários