Tamanho do texto

Moto é para quem gosta de um estilo despojado e agressivo. Confira mais detalhes sobre o modelo, inclusive as impressões ao pilotar

A mola lateral pintada na cor do tanque se destaca no visual da Kawasaki ER-6n
Gabriel Marazzi
A mola lateral pintada na cor do tanque se destaca no visual da Kawasaki ER-6n

Pode parecer papo de quem já acelerou muito por aí, mas às vezes acelerar forte sem passar dos limites razoáveis da via pode ser um prazer. Com cada vez mais restrições a velocidades nas vias públicas, seja ruas ou estradas, “brincar” por aí com uma supermotocicleta pode render uma infração de trânsito ou, no mínimo, uma frustração, por não estar aproveitando decentemente tão belo material. É aí que entra a Kawasaki ER-6n, naked pra lá de moderna, tanto de visual quanto de equipamento, com pinta de funbike mas de desempenho coerente com nosso dia a dia.

LEIA MAIS: Kawasaki GPz 1100, a moto que mexeu com os ânimos no Brasil nos anos 80

 Não se trata de uma critica à bela Kawasaki ER-6n, pelo contrário, seu motor bicliíndrico de 649 cm 3 e 72 cv é bem vigoroso, com resposta linear ao acelerador e torque confortável desde baixas rotações, com melhor eficiência lá pelas 4.000 rpm. Acelerando com vontade, ela empurra bem e progressivamente, graças ao cabeçote de duplo comando (DOHC) e 8 válvulas. O câmbio de 6 marchas tem engates precisos e trocas suaves.

 A Kawasaki ER-6n não é um modelo novo, já está no mercado há um bom tempo, com sua última reestilização há uns quatro anos, mas não é muito popular, uma vez que a marca japonesa é mais conhecida entre os motociclistas brasileiros pelas “ninjas” que rodam por aí. Só que essa mesma motocicleta também tem a sua versão carenada, a ER-6f, mais conhecida como Kawasaki Ninja 650. É a mesma motocicleta, só que com carenagem fixa, cobrindo o motor e suportando o conjunto ótico frontal e os espelhos retrovisores.

LEIA MAIS: Kawasaki Z300 é uma superbike em escala. Gabriel Marazzi conta detalhes

Visual caprichado

 O melhor da ER-6n está nos detalhes visuais. Não há como não reparar, olhando pelo lado direito, no único amortecedor traseiro quase horizontal com a mola pintada na cor do tanque. Orna perfeitamente com a balança traseira, que contorna o escapamento. Na parte dianteira, o garfo da suspensão é coberto por proteções plásticas, uma solução interessante que incrementa a sua imagem esportiva, já que o garfo parece ser do tipo invertido.

 Os detalhes continuam no belo e simplificado painel de instrumentos, com um grande contagiros analógico em semi-círculo (excelente leitura) e um display digital inferior com velocímetro de dígitos e demais informações sobre o funcionamento da motocicleta.

 Para os adeptos das motocicletas naked de estilo moderno e agressivo, a Kawasaki ER-6n é uma excelente escolha, não faz feio no visual, no desempenho nem no bolso. Equipada com freios ABS, a Kawasaki ER-6n.

LEIA MAIS:  Kawasaki Versys 1000, a vingança. Moto é rival da BMW S 1000 XR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.