Tamanho do texto

Por R$ 38.990, a Kawasaki Versys 650 Tourer encara a estrada com prazer, eficiência e conforto

A Kawasaki Versys 650 e suas três malas em viagem a Salesópolis, no interior de São Paulo
Pedro Barreto Elias
A Kawasaki Versys 650 e suas três malas em viagem a Salesópolis, no interior de São Paulo

A Kawasaki está atualizando praticamente todos seus modelos vendidos no Brasil. Das motocicletas com o motor bicilíndrico de 649 cm3, a ER-6n se tornou a nova Z650 e a Ninja 650 ganhou muitas inovações, quando foi apresentada juntamente com a Kawasaki Ninja 1000 há três semanas. E ambas passaram a ter o novo quadro com amortecedor traseiro central (antes ele era lateral).  Já a Kawasaki Versys 650, que também utiliza esse motor de 69 cv, continua com sua fórmula imbatível de média cilindrada crossover, meio big trail, meio estradeira. E a versão Tourer da Versys 650 tem muitos acessórios adicionais que a transformam em uma excelente companheira de viagens, que alia conforto com leveza e agilidade.

LEIA MAIS: Kawasaki ER-9n agora é uma autêntica Z. Confira o teste

O que a Kawasaki Versys 650 Tourer tem a mais, em relação à versão standard, são as malas laterais de 28 litros cada uma, top case de 47 litros, para-brisa escurecido, protetores de mão, faróis auxiliares, protetores de tanque, tomada de força 12 volts no painel, ideal para carregar celular ou navegador GPS, e indicador digital de marchas.

Não seria justo comparar a Versys 650 Tourer com big trail aventureiras maiores, com motores de quatro cilindros, como a sua homônima Versys 1000 Grand Tourer de 120 cv, já elogiada aqui, mas esta bicilíndrica tem muitas qualidades, algumas justamente relacionadas ao seu motor menor e mais econômico. Logicamente a Versys 650 não tem potência suficiente para aquele jorro de adrenalina quando se enrola o cabo pra valer, mas seus 69 cv são suficientes para uma viagem rápida e segura. Com menor consumo de combustível, sua autonomia também é algo a ser destacado, chega a surpreender na hora do abastecimento.

LEIA MAIS: Ninja 100 Tourer é a Kawasaki esportiva para viagem

A ciclística é exemplar, a posição de pilotagem e a ergonomia dos comandos idem. Com um funcionamento extremamente suave, a Tourer come quilômetros de asfalto quase sem percebermos. Da mesma forma pode-se dizer da instrumentação do painel, simples e eficiente, inclusive com o prático indicador de marchas digital de número grande e vermelho. Nada de ficar toda hora procurando uma sétima marcha que não existe.

Boa para viagens

Pude aproveitar a Kawasaki Versys 1000 da melhor forma possível, em uma muito agradável viagem de fim de semana. Para uma jornada solitária, sem garupa, as três malas são mais que suficientes, mas ainda dão conta da bagagem de uma companheira não muito chegada a levar todo o seu guarda roupa consigo. São 103 litros de bagagem. Todas as malas só podem ser abertas ou retiradas com o uso da mesma chave da ignição e o para-brisa pode ter sua altura regulada sem necessidade de ferramentas.

LEIA MAIS: Kawasaki GPz 1100 - A moto que mexeu com os ânimos no Brasil

Ainda comparando com sua irmã mais ousada de maior cilindrada, a Kawasaki Versys 650 Tourer tem mais uma grande qualidade, que é o preço bem acessível. Ela custa R$ 38.990, um valor mais do que atrativo para uma estradeira desse nível. Apenas comparando, a Versys 1000 Grand Tourer custa R$ 56.990, que é um valor também muito abaixo de suas rivais de porte e cilindrada equivalentes. A Kawasaki Versys 650 standard custa R$ 33.990.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.