Tamanho do texto

Já experimentamos o novo modelo da marca japonesa, que tem preço sugerido de R$ 14.990. Confira mais detalhes na avaliação

Yamaha Fazer mudou completamente, ganhando um caráter ligeiramente mais esportivo
Divulgação
Yamaha Fazer mudou completamente, ganhando um caráter ligeiramente mais esportivo

A edição 2017 do Salão Duas Rodas, que termina neste fim de semana (18 e 19), em São Paulo, mostra muitas novidades. E a primeira nova motocicleta que eu já experimentei foi a 250, que agora passa a ter o nome oficial de Yamaha Fazer 250 ABS. O novo nome provém do sistema antibloqueio dos freios, que agora é de série nesse modelo – o fabricante nem divulga mais o nome completo da motocicleta, que antes era Yamaha YS 250 Fazer.

LEIA MAIS: Salão Duas Rodas é verdadeiro parque de diversões para motociclistas

Praticamente sem grandes alterações desde seu lançamento, em 2005, a Yamaha Fazer 2018 está completamente nova e manteve as características técnicas e estéticas da Yamaha FZ25, que foi introduzida recentemente no mercado indiano. A nova Fazer, resultado de um projeto conjunto entre o Brasil e a Índia, foi a principal atração da Yamaha neste salão.

Tudo mudou na nova Fazer, menos motor e câmbio, este último mantendo suas 5 marchas. Foi mantido o motor bicombustível monocilíndrico refrigerado a ar, que tinha potência declarada de 21 cv, mas, graças a um retrabalho nos dutos de ar e de escapamento, o que permite ligeiro aumento do fluxo, e a adoção de uma maior caixa do filtro de ar, a potência subiu para 21,6 cv. Pouca coisa, mas que pode ser notada nas acelerações e retomadas de velocidade. O maior mérito desse melhor desempenho, no entanto, foi a troca da coroa de 45 dentes para uma nova coroa de 46 dentes, o que tornou a Fazer mais curta e mais rápida em arrancadas.

LEIA MAIS: Yamaha XTZ 150 Crosser: para trilhas urbanas

As mudanças já citadas seriam mais notadas se a nova Fazer não fosse praticamente uma nova motocicleta. A começar pelo quadro, antes um berço duplo de dupla trave superior, agora um barco aberto tipo diamante, com o motor fazendo parte da estrutura. Sendo uma motocicleta global, tudo é válido para redução de custos.

Apesar de mais simples, o novo quadro estrutural é firme e não mostra tendência à torção em pilotagem normal. Mais leve, também, colaborou para a redução de 4 kg no peso seco total da motocicleta. O peso em ordem de marcha é bem menor, por conta da redução da capacidade do tanque de combustível, que agora comporta 14 litros (antes eram 18,5 litros).

Comparando dinamicamente a dirigibilidade entre as duas Fazer, a “velha” e a nova, também é possível notar que ela ficou mais ágil em mudanças de trajetória, isso devido ao menor ângulo de cáster (a inclinação do garfo dianteiro foi reduzida de 26,5º para 24,5º). As suspensões também mudaram, a dianteira tinha amortecedores com tubos de 37 mm e agora eles são de 41 mm, mais firmes e robustos. Com isso o curso da roda dianteira aumentou de 120 para 130 mm.

Yamaha Fazer 250 ABS 2018: entre outros detalhes, o guidão ficou mais alto e largo
Divulgação
Yamaha Fazer 250 ABS 2018: entre outros detalhes, o guidão ficou mais alto e largo

Na aparência, a nova Yamaha Fazer teve bastante mudanças. Uma das mais notadas, logicamente quando não há ninguém montado na motocicleta, é o novo banco de duas alturas, com a parte do garupa mais alta e removível. Essa diferença de altura também serve como apoio para o piloto, o que, conjuntamente com o guidão mais largo e mais alto e as pedaleiras recuadas, o deixam mais encaixado e com melhor posição de pilotagem. Mudaram também o formato do tanque, que agora é recoberto por uma carenagem em três partes (o tanque fica embutido) e o apoio do garupa, maior e mais confortável. O escapamento também tem novo visual.

Suplementação

A nova cara da Yamaha Fazer a faz parecer maior que a anterior, o que é um aspecto bastante positivo para quem curte o visual das motocicletas maiores. Sabendo disso, a Yamaha se antecipou e já equipou a Fazer 2018 com um pneu traseiro mais largo, que passou de 130/70-15 para 140/70-15. Vista de trás, o novo pneu embelezou o modelo. As rodas também estão mais largas, passaram de 2,15 polegadas para 2,5 polegadas na frente e de 3,0 polegadas para 4,0 polegadas atrás.

LEIA MAIS: Ducati Monster 1200S está melhor e mais em conta do que nunca

Outras novidades na motocicleta são o farol e a lanterna traseira de led e o painel de instrumentos com dois novos indicadores, o de consumo instantâneo e o de consumo médio. Foram mantidos os indicadores de quilometragem rodada na reserva e dois hodômetros parciais. Infelizmente esqueceram o indicador de marcha engatada.

Com todas essas mudanças, e ainda a introdução do ABS de série, a nova Yamaha Fazer teve um acréscimo de R$ 1.000 no seu preço, que agora é R$ 14.990. E a garantia de fábrica passou a ser de quatro anos. As cores disponíveis são o azul Racing, o vermelho Matt, o preto Eclipse e o branco Cristal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.