Tamanho do texto

A GM decidiu se aventurar no mundo das picapes esportivas há duas décadas e o resultado foi o melhor possível

Picapes. Um dos segmentos que mais cresceu e diversificou seus compradores, um ponto interessante, ao longo das últimas três décadas no Brasil. Entre elas, destaque para Ford Ranger e Chevrolet S10. No início eram apenas veículos de trabalho, com pouca comodidade e, além disso, muitas vezes com uma condução mais onerosa. Mas a ideia evoluiu bastante.

LEIA MAIS: Golf GTI MK 4,5: a versão desconhecida de quase 192 cv de potência

Nos Estados Unidos o conceito de uma picape para lazer é bem antigo. Praticamente desde o início as marcas perceberam o potencial desse segmento bastante específico de mercado. Dessa forma surgiram séries especiais dotadas de maior conforto, mais itens de série e, claro, motores grandes. Em breve aqui na coluna falarei sobre a C1500 454 SS, uma picape big block, como o nome sugere, e que se tornou o símbolo de uma época. Hoje conto a história da Chevrolet S10 SS, uma versão ao mesmo tempo interessante e também desconhecida dos brasileiros.

LEIA MAIS: Monarca: um dos carros clássicos nacionais mais fora-de-série dos anos 50

A primeira questão diz respeito ao nome. Não é uma SS10 mas sim uma S10 SS. Como sabemos os norte-americanos levam essa história de linhagem a sério. Mais do que isso uma sigla representa uma série de coisas e traz consigo a responsabilidade de produzir algo diferente.

Tempero forte

Chevrolet S10 SS
Renato Bellote/iG
Chevrolet S10 SS

O pacote da picape, visualmente quase idêntica à vendida por aqui, trazia suspensão mais baixa, amortecedores Koni, rodas de 15 polegadas e a injeção eletrônica CPI, que fazia o Vortec V6 de 4,3 litros entregar até 195 cv. Tudo isso com uma transmissão automática de 4 velocidades.

LEIA MAIS: Mustang Bullitt: aceleramos dois ícones nas ruas de São Paulo

Foram produzidas pequenas quantidades da Chevrolet S10 SS na década de 90 e apenas em três cores exclusivas: vermelha, branca e preta. A dirigibilidade da picape é boa, especialmente se levarmos em conta o tamanho mais compacto daquele período. E é difícil encontrar uma inteira. Nos últimos trinta anos vários modelos de picapes esportivas se destacaram. Como exemplo podemos citar a Syclone, F150 Lightning e Dodge Shelby. Em breve teremos a Ranger Splash, com visual diferente, mas sem cavalaria pesada, e a C1500 454 SS, essa pronta para rabiscar o asfalto com estilo de sobra. Até a semana que vem!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.