Tamanho do texto

Marca tira a versão Elite da linha 2020 para não canibalizar as vendas com o próximo lançamento. Modelo LT continua sem preço definido

Chevrolet Cobalt
Divulgação
Chevrolet Cobalt passa a ter apenas duas versões: LT e LTZ. Além delas, há modelos para frotistas com motor 1.4

Descrito como “um produto muito competitivo e estratégico dentro do portfólio da GM”, o Chevrolet Cobalt chega às lojas na linha 2020. A partir deste mês, o sedã compacto será vendido exclusivamente nas versões LT e LTZ, perdendo o modelo Elite. A estratégia da marca é clara: não canibalizar as vendas com o futuro Chevrolet Onix Sedan .

LEIA MAIS: Citroën faz 100 anos com séries especiais de C3, Aircross, Lounge e Cactus

De acordo com a marca, os clientes que procuram algo mais acessível deverão apostar no Chevrolet Cobalt LT, cujo o preço final ainda está em estudo. O modelo LTZ, o mais equipado, parte de R$ 75.790 com sistema MyLink com Android Auto e Apple CarPlay, além do conciérge OnStar.

Cobalt
Divulgação
O interior do Chevrolet Cobalt conta com sistema multimídia MyLink e o assistente pessoal OnStar

Há boa quantidade de itens de série, como direção com assistência elétrica, ar-condicionado, ajuste elétrico dos retrovisores, travas e vidros com abertura e fechamento automático, monitoramento da pressão dos pneus e lanterna de neblina.

LEIA MAIS: Fiat Doblò chega a R$ 97 mil e pode ficar mais caro que a Toro

Os motores continuam sendo os mesmos 1.4 de 106 cv (para frotistas) e 1.8 de 111 cv. O último conjunto pode ser equipado com transmissões manual e automática, ambas de seis velocidades.

Rafael Santos, diretor de vendas da GM, diz que o Cobalt conta com boa reputação no mercado de frotistas, taxistas e empresas. “É um produto estratégico dentro de nosso portfólio”, diz o executivo.

Com vocês, o Onix Sedan

Chevrolet Onix Sedan
Divulgação
O Chevrolet Onix Sedan virá para compor a linha da marca. Seus preços deverão ficar entre R$ 69 mil e R$ 85 mil

Em outubro, a Chevrolet apresentará o novo Onix Sedan, o primeiro de uma nova família de produtos que chegará ao Brasil na próxima década. Feito sob uma nova plataforma modular, virá para bater de frente com outros sedãs compactos de sua categoria, como VW Virtus, Honda City e Fiat Cronos.

LEIA MAIS: Projeção antecipa elementos da futura picape intermediária da Chevrolet

Seu lançamento, entretanto, surge para somar no repertório da Chevrolet. Dessa forma, a GM contará com uma das maiores gamas de sedãs do mercado brasileiro. Ao todo, serão quatro modelos: Prisma, Cobalt , Onix Sedan e Cruze .