Ferrari Portofino M
Divulgação
Ferrari Portofino M muda por fora e ganha o motor 3.9 V8 da Roma. Entre os novos detalhes, apenas retoques na dianteira

Em seu primeiro lançamento online da história, a Ferrari apresenta o novo Portofino M , acrescentando mais tecnologia e diversão ao conversível de entrada. O modelo 2021 chega para substituir o antigo Portofino, que deixa de ser produzido pela marca de Maranello (Itália).

A letra M é uma abreviação de “Modificata”. O novo superesportivo virá ao Brasil, mas ainda sem preço definido. Na Europa sai por 206 mil euros, equivalente a R$ 1,2 milhão numa conversão simples.

Na comparação com o modelo antigo, o novo Portofino M está mais agressivo e moderno. O para-choque dianteiro traz uma entrada de ar mais protuberante, com duas “ripas” horizontais de alumínio que levam o clássico logotipo da Ferrari. As rodas ganham acabamento diamantado.

Na traseira, o novo sistema de escape permitiu a remoção do abafador, dando uma característica mais compacta ao Portofino M. O formato do para-choque também foi alterado em função desta característica. No geral, o esportivo está mais harmonioso e escultural.

Por dentro, as atualizações são mais discretas. Com exceção das novas opções de cores e acabamento, a Portofino Modificata mantém todas as características do modelo anterior. Entre os opcionais, a Ferrari adicionou bancos com opção de refrigeração ou aquecimento. 

A Ferrari foi generosa nas modificações mecânicas, presenteando a Portofino M com o mesmo motor da Roma. Estamos falando do 3.9 V8 que desenvolve 612 cv de potência e 76,5 kgfm de torque entre 3.000 e 5.750 rpm. Um belo ganho de 20 cv sobre a antiga Portofino.

Assim como a Roma, a Ferrari também instalou uma transmissão de dupla-embreagem e oito velocidades na Portofino M. O modelo também é o primeiro conversível da história da Ferrari a contar com o modo “Race” no seletor de condução. 


    Veja Também

      Mostrar mais