Tamanho do texto

A Indian sai do Brasil mesmo com o lançamento de novidades no último Salão Duas Rodas, em novembro de 2017. No exterior, a marca segue com sucesso

Ante rivais mais consolidadas no mercado e a retração generalizada na economia e indústria, motos Indian saem do Brasil
Divulgação
Ante rivais mais consolidadas no mercado e a retração generalizada na economia e indústria, motos Indian saem do Brasil

A Polaris anuncia que as motos Indian saem do Brasil. O processo de suspensão da importação e comercialização terá uma transição de até 120 dias com as concessionárias da marca. Ainda sim, a empresa confirma que seguirá com o seu compromisso com os consumidores e dará continuidade aos serviços de pós-venda das motocicletas, incluindo a comercialização de peças de reposição, atendimento à garantia e manutenção em geral, através de concessionárias Polaris selecionadas e de novas oficinas de motos credenciadas.

LEIA MAIS: Uma Harley-Davidson Fat Boy renovada

O Ride Command, tecnologia exclusiva da marca, se destaca pela tela colorida de 7 polegadas
Divulgação
O Ride Command, tecnologia exclusiva da marca, se destaca pela tela colorida de 7 polegadas

Importantes fatores influenciaram a decisão da Polaris. As motos Indian saem do Brasil pela falta de rentabilidade do negócio no Brasil, decorrente do retrocesso da economia brasileira e da redução da indústria de motocicletas nos últimos anos. Isso tudo prejudicou a importação e revenda de motocicletas premium de alta cilindrada, de maneira geral. A empresa afirma que, com essa decisão, a Polaris Brasil passa a concentrar seus esforços no negócio de veículos off-road: quadriciclos e UTVs.

LEIA MAIS: Harley-Davidson promove concurso Battle of the Kings. Veja imagens das motos

“Nosso compromisso é de total suporte à rede de concessionárias e aos clientes da Indian Motorcycle nessa transição. Enquanto não identificamos um modelo de viabilidade para a Indian Motorcycle Brasil devido as atuais condições de mercado, o nosso foco será maximizar os recursos no crescimento da marca Polaris e fortalecimento da rede de concessionárias off-road”, comenta Paulo Brancaglion, executivo da Polaris Brasil.

LEIA MAIS: Por dentro do National HOG Rally 2018. De Harley-Davidson

Tudo para dar certo, mas...

Indian é rival da Harley-Davidson no segmento de motos do tipo custom, para serem pilotadas sem muita pressa
Divulgação
Indian é rival da Harley-Davidson no segmento de motos do tipo custom, para serem pilotadas sem muita pressa

As pessoas mais recentes no mundo das motocicletas podem não conhecer a Indian tão a fundo, uma vez que sua história tem um longo período sem produção, até que a Polaris , que produz também a enorme Victory, adquirisse a marca centenária e voltasse ao mercado com a Indian.

LEIA MAIS: A Royal Enfield Redditch faz homenagem à primeira fábrica da marca

Em novembro de 2017, durante o Salão Duas Rodas, a marca chegou inclusive a apresentar novas motos. Variações da touring Chieftain e da custom Chief e a chegada da Scout Bobber para o mercado brasileiro. Entretanto, apesar desse “ar de positividade”, a marca confirmou que já havia parado a produção na Zona Franca de Manaus (AM). Então, de outubro de 2017 até agora, tudo que chegava ao País vinha importado dos Estados Unidos.

LEIA MAIS: Entre no espírito custom com a Kawasaki Vulcan S, de estilo retrô

Enquanto isso, nos Estados Unidos, a Polaris vê o crescimento da marca Indian, que muito se identifica com o consumidor. Além disso, consegue rivalizar com a Harley-Davidson. Sem uma fração desse sucesso por aqui, as motos Indian saem do Brasil por ceder, justamente, às rivais que se estabeleceram com mais força no nosso mercado.