Tamanho do texto

Marginais preferem roubar durante a noite e furtar pela manhã e tarde, de acordo com a Fecap. Saiba mais detalhes

Estudo da Fecap sobre roubo de motos toma dados fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública como base
Divulgação
Estudo da Fecap sobre roubo de motos toma dados fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública como base

O novo estudo divulgado pela Fecap (Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado) aponta que quatro motocicletas são roubadas por hora no Estado de São Paulo. O levantamento toma como base os números de boletins de ocorrência sobre roubo de motos publicados pelo Portal da Transparência da Secretaria de Segurança Pública do Estado em 2018. compilados pelo núcleo de pesquisa da Fecap.

LEIA MAIS: Segurança: 59% dos acidentes de trânsito são causados por distrações

Este levantamento leva como base a ocorrência de 18.553 furtos e 17.167 roubos registrados ao longo do ano passado. Em média, foram 2.936 roubos de motos por mês, 98 por dia e 4 por hora. O estudo ainda aprofunda o comportamento dos marginais, que preferem roubar durante a noite e furtar pela manhã e tarde - quando os furtos ficam mais frequentes que roubos. Terça e quarta-feira são os dias com maior número de ocorrências de furtos, enquanto os roubos acontecem mais frequentemente nos fins de semana.

LEIA MAIS: Especialistas falam sobre o seguro de carros para os jovens

São Paulo é a cidade que lidera o ranking de furtos , correspondendo a 37% das ocorrências do Estado. Em seguida, temos o ABC Paulista, Ribeirão Preto, Osasco, Campinas e Diadema empatados com 2%. Limeira e Mogi Guaçu surgem com 1%. A capital paulista também lidera o ranking de roubos, com 43% das ocorrências. São Bernardo, Ribeirão Preto e Santo André aparecem com 4%, enquanto Osasco, Campinas e Diadema ficam com 3%. Por fim, Limeira corresponde a 2% das ocorrências do Estado, enquanto Mogi Guaçu e Itaquaquecetuba apontam 1%.

Roubo de motos na capital paulista

A cidade de São Paulo lidera as estatísticas de roubo de motos, seguida pelo ABC Paulista , Osasco e Campinas
Divulgação
A cidade de São Paulo lidera as estatísticas de roubo de motos, seguida pelo ABC Paulista , Osasco e Campinas

Falando especificamente da cidade de São Paulo, a maior parte das ocorrências de roubos e furtos acontecem em Santo Amaro (5,68%), Pinheiros (5,68%) e Bela Vista (4,55%). Em seguida, na ordem decrescente, surgem os bairros Jardim Paulista (4,11%), Barra Funda (3,35%), Itaim Bibi (3,22%), Vila Mariana (2,93%), Lapa (2,81%), República (2,70%) e Campo Grande (2,03%).

LEIA MAIS: Confira a lista dos SUVs com o seguro mais em conta do Brasil

Ao tratarmos individualmente do roubo de motos, a lista surge com Itaquera (3,60%), Iguatemi (3,54%), Sapopemba (3,18%), Cidade Ademar (2,78%), Jardim Ângela (2,78%), Capão Redondo (2,69%), São Mateus (2,32%), Jabaquara (2,18%) e Pirituba (2,14%). 

Maior número de furtos no Estado
São Paulo - 37%
São Bernardo do Campo - 2%
Ribeirão Preto - 2%
Santo André - 2%
Osasco - 2%
Campinas - 2%
Diadema - 2%
Limeira - 1%
Mogi Guaçu - 1%

Maior número de roubos no Estado
São Paulo - 43%
São Bernardo do Campo - 4%
Ribeirão Preto - 4%
Santo André - 4%
Osasco - 3%
Campinas - 3%
Diadema - 3%
Limeira 2%
Mogi Guaçu - 1%
Itaquaquecetuba - 1%

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.