Tamanho do texto

Novas esportivas vão estrear a italiana no segmento, de modo a rivalizar com a KTM e diversificar sua linha, que tem a Vespa como carro-chefe

Aprilia arrow-options
Divulgação
Aprilia RS (esquerda) e Tuono (direita) serão o ponto de partida para as novas Piaggio

Com cada vez mais fabricantes de motocicletas aderindo ao segmento das 250-300 cc, agora é a vez da Piaggio (a marca da Vespa) demonstrar interesse. Entretanto, dentro de sua terra natal Itália), a Aprilia — que produz motos esportivas — é uma das que têm mais conhecimento do assunto, e, por isso, foi a escolhida pela Piaggio para formar uma parceria. Uma vez no mercado, a KTM deverá se tornar a maior rival, com a naked Duke 390 e, no exterior, a carenada RC 390.

LEIA MAIS: Aprilia anuncia a nova esportiva RS 660 no Salão de Milão, na Itália

Aprilia arrow-options
Divulgação
Painel totalmente digital da Aprilia, que deverá ser instalado nas novidades

Em declarações ao The Economic Times , o diretor-gerente da Piaggio , Diego Graffi, foi quem confirmou a nova empreitada. Por outro lado, como serão as novidades ainda é um assunto que fica no âmbito das especulações. Como referência aos italianos, a KTM deverá estabelecer os níveis de equipamentos à sua linha com o novo 390 Adventure, que incluirá recursos como troca rápida, controle de tração e ABS, ambos com funções sensíveis à inclinação.

LEIA MAIS: Piaggio anuncia a Vespa Club 125, novo modelo de entrada, ao Salão Duas Rodas

Ainda assim, em se tratando de uma parceria com a Aprilia (quem desenvolveu as motos esportivas RS e Tuono), deverão ter garfos dianteiros invertidos e um amortecedor traseiro ajustável com pré-carga, além de freios a disco nas duas rodas com ABS de dois canais. Outros recursos importantes devem incluir faróis de LED e um painel digital. Se vier ao Brasil, deverá ser vendida próximo da Duke 390, que custa R$ 24.990, mesmo que as Vespa de 300 cc estejam acima dos R$ 37 mil.

Futuro elétrico da Piaggio

Vespa arrow-options
Divulgação
Vespa Elettrica: O futuro do carro-chefe da Piaggio, com novas soluções de mobilidade

Após pouco mais de um ano da apresentação da Vespa elétrica, a Piaggio anunciou o desenvolvimento de novas tecnologias que irão compor o modelo mais atualizado do scooter elétrico, previsto para chegar em 2021. Entre essas novas tecnologias, destacam-se a adoção de inteligência artificial, uma central multimídia com conectividade para celulares, carregamento das baterias mais eficiente, sistema de ignição sem chave, além de maior aceleração e velocidade.

LEIA MAIS: História da Vespa. A moto bem amada, carismática e cheia de personalidade

Com o nome de Elettrica, terá um motor elétrico de 4 KW que poderá ser recarregado por completo, em uma tomada convencional, em quatro horas. Enquanto a velocidade máxima da Vespa elétrica do ano passado é de 45 km/h, a novidade poderá atingir os 70 km/h, com até 100 km de autonomia. As futuras scooteres elétricas da Piaggio terão reconhecimento de pessoas e outros veículos nas proximidades, com até mapeamento do tráfego em tempo real.