Limpeza moto
Divulgação
Higiene pessoal e da sua moto são os itens mais básicos da lista de recomendações dos especialistas

Preocupada com a segurança, a Yamaha anuncia o Dr. Yamaha, um boletim semanal de prevenção contra o coronavírus. Tendo em vista que a demanda e o desgaste dos profissionais de entrega, segundo a fabricante, chegou a triplicar, a novidade reúne importantes dicas de profissionais como Médicos Infectologistas, Terapeuta, Preparador físico e até mesmo de um mecânico, todos eles motociclistas. Serão três boletins com quatro dicas, uma de cada profissional que abordará temas variados. Veja os primeiros da série, na íntegra, a seguir:

LEIA MAIS: Depois da Harley-Davidson, Yamaha retoma as atividades em fábrica

Dra. Tassiana e Dr. Danilo Galvão, Médicos Infectologistas

Para começar o boletim da Yamaha de prevenção contra o Coronavírus , destacamos a higiene em primeiro lugar, sua e de seus equipamentos. É impossível evitar o contágio do Coronavírus sem seguir à risca as recomendações de higiene. Leva um tempo para se acostumar, mas pela sua saúde e a das outras pessoas vale o esforço.

Utilizar máscaras durante o dia todo e lavar as mãos corretamente e com frequência – uma boa lavagem, leva cerca de 30 segundo e inclui os antebraços.

Sempre que possível, entre uma atividade e outra, limpe-as com álcool gel.
Quando chegar em casa, lave com água e sabão neutro – para não causar danos na moto e nos equipamentos – tudo que suas mãos tocarem; manoplas, chave da moto, bocal do tanque de combustível, suporte de celular ou GPS, bagageiro ou baú – incluindo os elásticos e tensores utilizados para amarrar objetos –, capacete, suas luvas e até mesmo a sola de suas botas.

Alcool
shutterstock
Fique atento às concentrações de etanol no alccol gel que você utilizar. Ela deve ser 70 ou superior

Mas fique atento: O capacete exige cuidados extras, já que está em contato direto com seu rosto, junto aos olhos, nariz e boca. Para fazer a higienização de sua parte interna, a medida mais simples e econômica é utilizar um pano levemente umedecido em álcool 70. Não esqueça de limpar a cinta jugular, que é manuseada todas as vezes que você veste este equipamento. Para quem tem dois ou mais capacetes, uma boa medida revezar a utilização. Isso permite uma limpeza mais apurada e com lavagem interna, também feita com água e sabão neutro.

O processo de limpeza de todos os equipamentos e acessórios utilizados ao longo do dia deve ser feito em uma área externa de casa ou próximo a entrada, jamais nos cômodos mais utilizados ou no banheiro.


Diego Quirino, Terapeuta e Desenvolvedor de Pilotos Profissionais

Exercitando a respiração. Relaxamento do corpo e da mente.
Pilotar tenso é mais cansativo e compromete a concentração na pilotagem, seja para um piloto de competição, para um motociclista ou para quem vive profissionalmente pilotando uma moto. Para minimizar a tensão a dica é bem simples, mas ajuda.

Feche os olhos, se desligue dos sons a sua volta, relaxe os músculos do corpo e inspire lentamente enchendo os pulmões com ar o máximo que puder. Quando cheios, solte o ar devagar até esvaziar seus pulmões por completo. No momento de inspiração, imagine uma cor, seja ela qual for. E quando for o momento soltar o ar, imagine também uma outra cor. Faça esse exercício 10 vezes ou mais, sempre que puder fazer uma breve pausa.

LEIA MAIS: Yamaha Fazer 250 2021 ganha visual da nova MT-03

Dino Teles, Preparador Físico de Pilotos Yamaha

Alongamento antes de sair para mais uma batalha. Para evitar câimbras, dores e tensões musculares após uma longa e corrida jornada de trabalho é o alongamento antes de subir na moto pela manhã. É simples, rápido e fácil de fazer.

Pescoço – Mantenha as costas eretas e o olhar a frente. Incline a cabeça ao máximo para a esquerda por 10 segundos. Faça o mesmo movimento, porém dessa vez, para o lado direito. Em seguida, Olhe para cima o máximo que puder e mantenha-se nessa posição por 10 segundos. Por fim, novamente por 10 segundo, incline a cabeça para baixo, tentando aproximar o queixo do peito.

Alongamento
Divulgação
Alongamento e cuidado com o corpo são recomendações do preparador físico para além do período de pandemia


Braços e ombros – De pé e com os joelhos ligeiramente dobrados e com os pés separados, cruze o braço esquerdo a frente o peito usando sua mão direita junto ao cotovelo para empurrar o braço esquerdo esticado contra o peito, na altura abaixo do pescoço. Mantenha a posição por 10 segundos e logo após inverta o lado do braço a ser alongado.

Tronco e costas – Em pé, com o corpo reto, mantendo os pés no chão e mãos junto a cintura, gire a parte superior do corpo de modo que os ombros façam o movimento de rotação em relação à cintura. Gire o máximo que puder para a direita e mantenha a posição por 10 segundos. Em seguida, repita o alongamento mudando o lado da rotação para o lado esquerdo.

Pernas - De pé, estique a perna direita e incline o tronco à frente de forma a permiti-lo tocar a ponta do pé direito com as mãos, esticando a perna o máximo que puder. Permaneça nessa posição durante 10 segundos e logo após repita o alongamento em outra perna.

LEIA MAIS: Harley-Davidson lembra dos cuidados com a moto que ficará parada na quarentena
Fábio Pietrucci, Mecânico Yamaha

Verificação do nível do óleo motor: Garanta a saúde de sua motocicleta.
Confiar na motocicleta é fundamental, tanto para sua segurança quanto para evitar gastos indesejados em reparos. Apesar de incrivelmente fácil e rápida, a checagem do nível do óleo do motor muitas vezes é negligenciada ou simplesmente esquecida, mesmo sendo fundamental para garantir a durabilidade e performance de uma motocicleta.

Motor
Divulgação
Cuidado com os prazos de troca de óleo da moto, principalmente quando for voltar a rodar com ela

Com o motor frio e a motocicleta posicionada em um piso reto, livre de inclinações, desenrosque a vareta do óleo e limpe com papel toalha. Coloque a vareta novamente no seu local de origem, porém sem rosqueá-la. Tire-a novamente e veja se o óleo está entre as marcas dos níveis mínimo e máximo. Se estiver perto do mínimo, complete até chegar no máximo. Caso o óleo já esteja no período de troca, realize o serviço ou leve sua para até uma concessionária Yamaha.

Fique sempre atento à especificação do óleo indicado para a sua motocicleta, respeitando sempre o período de troca, cujo intervalo nos modelos da Yamaha de até 320cc é de 5.000 km.

    Veja Também

      Mostrar mais