Triumph Tiger
Divulgação
Triumph Tiger 900 GT Pro (esquerda) e Rally Pro (direita) agora são a última palavra da marca em tecnologia para o segmento das bigtrail

A Triumph Tiger 900 é lançada como sucessora da Tiger 800. O modelo chega em duas versões. São elas a Tiger 900 GT Pro (R$ 57.990) e a Tiger 900 Rally Pro (R$ 59.990). De acordo com a montadora, estes preços são promocionais e haverá um reajuste a partir de 1º de julho. Entre as principais novidades, destacam-se o novo desenho do farol duplo em LED, o novo visual do bico e da carenagem lateral. Um novo assento, um pouco mais estreito, além do guidão mais recuado em 10 mm, o que ajuda o condutor a manusear a moto com mais conforto e se equilibrar melhor quando de pé.

LEIA MAIS: Teste: As Triumph Tiger 800 vêm com 300 novidades

“Estamos muito animados com esse lançamento da nova Triumph Tiger , que vinha sendo um dos mais aguardados dos últimos tempos, sobretudo no mercado nacional. O Brasil é o maior consumidor da Linha Tiger 800 no mundo, entre todas as nossas subsidiárias”, disse Renato Fabrini, gerente-geral da Triumph no Brasil, em comunicado.Vale lembrar que a live oficial do lançamento ocorre hoje (17) às 19h, via páginas da marca no YouTube e no Facebook.

Novidades da Triumph Tiger 900

Triumph Tiger 900
Divulgação
Painel digital multifuncional chega com atualizações ante o que vinha equipado na antecessora 800

O motor da nova Triumph Tiger 900 foi repensado para aprimorar a experiência ao guidão. Com três cilindros e 888 cc, gera 95,2 cv e 8,87 kgfm (ante 95 cv e 8.05 kgfm na 800 antecessora). Apesar das diferenças entre as versões, todas oferecem seletor de modo de condução. Ambas permitem escolher entre ‘Rain’ e ‘Road’. Enquanto a GT Pro adiciona o ‘Sport’ e uma opção configurável, a Rally Pro, por sua vez, chega com o modo ‘Off-Road Pro’.

LEIA MAIS: Triumph fecha parceria com indiana Bajaj para criar motos entre 200 cc e 750 cc

Fabricado com uma treliça de aço modular de baixo peso, junto com a adoção de um bloco mais leve para o motor, o conjunto resultou em uma perda de 7 kg. O tanque de combustível da bigtrail aumentou de 19 litros para 20 litros, bem como a sua altura máxima em 2 cm. Enquanto a versão GT vem com rodas de liga leve de 19 polegadas na frente e 17" na traseira, a Rally traz rodas raiadas, com 21 polegadas na dianteira.

LEIA MAIS: Triumph Scrambler 1200 ganha edição especial Bond Edition

Já os freios, são da renomada marca italiana Brembo para ambas as versões. Com quatro pistões e discos de 320 mm na roda dianteira, e com pistão único e disco de 255 mm na traseira, são combinados ao sistema ABS atuante nas curvas. Migrando para a suspensão, é composta por bengalas de 45 mm na frente e com 177 mm de curso, enquanto a traseira é monoamortecida, com 186 mm de curso. A GT passa a ter compressão e retorno ajustáveis para os amortecedores. Enquanto isso, a Triumph Tiger Rally vem equipada com Showa, com 238 mm de curso na frente e 228 mm na traseira.

    Veja Também

      Mostrar mais