Voltz EV1 é equipada com motor de 1.800 watts da Bosch.
Divulgação
Voltz EV1 é equipada com motor de 1.800 watts da Bosch.

A Voltz , fabricante de motocicletas elétricas está investindo R$ 100 milhões através dos recursos obtidos da Creditas e do UVC Investimentos, fundo de Venture Capital do Grupo Ultra, responsável por empresas como Ipiranga e Ultragaz na fabricação de suas scooters elétricas.


A start-up brasileira do empresário de importadora e distribuidora de motopeças em Recife (PE), Renato Vilar, foi idealizada com base na crescente demanda por veículos que melhorem a mobilidade em grandes centros urbanos. Dessa maneira, veio a ideia de desenvolver o  scooter elétrico EV1 , de 2019.

Desde então, a soma do veículo já conta com mais de 4 mil unidades, e para até o final de 2021, a marca Voltz tem a ousada missão de quintuplicar sua receita operacional.

Você viu?

De acordo com a start-up pernambucana, do montante dos R$ 100 milhões , R$ 10 milhões , serão destinados este ano no PIM, Polo Industrial de Manaus , lembrando que atualmente as motos são montadas a partir de peças trazidas da China na unidade fabril de Cabo de Santo Agostinho (PE).

Ainda segundo a Voltz , a capacidade de manufatura é de 15 mil unidades por mês com possibilidade de ampliar rapidamente esse volume para 35 mil unidades. A planta também vai fabricar peças das motos e scooters, como pedais, retrovisores, pastilhas e discos de freios.


Bateria da EV1 é recarregada em tomada 110 v ou 220 v por um período de até quatro horas.
Divulgação
Bateria da EV1 é recarregada em tomada 110 v ou 220 v por um período de até quatro horas.

A scooter elétrica Voltz EV1 é equipada com motor de 1.800 watts da Bosch , que atinge até 60 km/h de velocidade final. Esta unidade é alimentada por uma bateria que pode ser completamente recarregada em uma tomada simples de 110 v ou 220 v por um período de até quatro horas. A autonomia é de 60 quilômetros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários