Ducati MH 900e: raridade é capaz de percorrer os primeiros 250 metros, partindo da imobilidade, em apenas 11,9 s
Divulgação
Ducati MH 900e: raridade é capaz de percorrer os primeiros 250 metros, partindo da imobilidade, em apenas 11,9 s

Uma das motos mais raras e arrojadas que já fabricaram até hoje, a Ducati MH 900e, vai ser leiloada no próximo dia 3 de julho. A raridade desenhada por Pierre Terblanche teve apenas 2 mil unidades fabricadas e chegou a vencer várias provas importantes do motociclismo, inclusine na Ilha de Man TT.

Varios detalhes da rara Ducati MH 900e chegaram a ser copiados por outras fabricantes, como o formato do tanque e a traseira com duas saídas de escape. O motor de 904 cc de cilindrada é refrigerado a ar, tem comando de vávulas desmodrômico (sem molas de retorno) para ajudar a atingir os 75 cv a 8.000 rpm.

A Ducati clássica vem com rodas de aro 17 e câmbio manual de seis marchas, com transmissão por corrente. Entre outros feitos, a moto consegue percorrer os primeiros 250 metros em apenas 11,9 segundos, com velocidade máxima de 215 km/h , isso no final dos aos 70.

Desenho arrojado para o final dos anos 70 chegou a ter alguns detalhes copiados por marcas rivais
Divulgação
Desenho arrojado para o final dos anos 70 chegou a ter alguns detalhes copiados por marcas rivais

Para conter todo esse ímpeto esportivo o freio dianteiro tem disco perfurado de 320 mm de diâmetro, com pinças de quatro pistões e, na traseira, disco de 220 mm com dois pistões. A suspensão conta com garfo invertido na frente e amortecedores Sachs atrás.

A estimativa é que a bela Ducati MH 900e seja arrematada por algo em torno de US$ 20 mil, o que equivale a um pouco mais de R$ 100 mil numa conversão simples.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários