Tamanho do texto

Fabricante apostará no mercado europeu com nova marca chinesa, de modelos mais caprichados. Confira mais informações

Novo SUV da Chery será apresentado com uma nova marca que será apresentada no dia do lançamento do modelo
Divulgação
Novo SUV da Chery será apresentado com uma nova marca que será apresentada no dia do lançamento do modelo

A Chery volta a divulgar um novo teaser de seu misterioso SUV que será carro chefe da primeira investida da marca na Europa. O modelo, ainda sem nome revelado, será a principal atração da marca chinesa no Salão de Frankfurt (Alemanha), em meados do mês que vem. Mas, apesar da apresentação, o novo utilitário esportivo não será vendido sob a marca Chery.

LEIA MAIS: Chery QQ: Andamos no carro mais barato do Brasil

Com o novo teaser, dessa vez com uma imagem mais clara, podemos ver que a Chery projetou um SUV de caráter elegante que abusa de linhas musculosas. Sua silhueta, como podemos ver na imagem abaixo, lembra bastante o Hyundai Grand Santa Fe, apesar da grade dianteira e de faróis que reforçam a agressividade. O interior, por outro lado, é mais conservador. O primeiro teaser não apresentava acabamento bicolor, ou variedade de materiais que imitam acabamento preto brilhante, ou aço escovado. Mas o novo material de divulgação mostra um estudo sobre tons de laranja. O ar-condicionado digital também tem design bem simples, e traz um relógio em lugar pouco convencional.

LEIA MAIS: JAC Motors lançará picape inédita no Brasil ano que vem

Esboço do interior do SUV da Chery mostra que o carro terá uma grande tela do sistema multimídia em evidência no painel
Divulgação
Esboço do interior do SUV da Chery mostra que o carro terá uma grande tela do sistema multimídia em evidência no painel


A Chery, assim como a Geely, provou-se uma grande marca na China. Foram mais de 700 mil veículos vendidos em 2016, exportando mais carros que qualquer outra marca de seu país. Mas assim como acontece no Brasil, o público europeu mantém a visão cada vez mais deturpada de que marcas chinesas são alternativas de baixa qualidade para carros que seriam mais caros em outras montadoras. Conhecendo o perfil do consumidor da Europa, Anning Chen, CEO da Chery, diz que a marca depositará seus esforços num público mais “jovem e mente aberta”. Ainda de acordo com o executivo, a marca também se compromete com a produção de motores amigáveis ao meio ambiente.

Em expansão

Grupo FCA
Divulgação
Grupo FCA


Há algumas semanas, surgiram boatos de que um grande conglomerado chinês estaria interessado em comprar o Grupo FCA e todas as suas marcas, incluindo Fiat, Dodge e Jeep. Os rumores ainda apontam que o misterioso grupo chinês teria oferecido uma quantia muito maior que o preço de mercado da Fiat-Chrysler. De acordo com o site Automotive News, há mais de uma marca interessada na compra. Executivos da FCA viajaram recentemente para um encontro com as autoridades da marca chinesa Great Wall Motors, e representantes também teriam sido vistos na sede do grupo, em Michigan (EUA).

LEIA MAIS: A BMW mostra imagens do crossover X2 que será apresentado em setembro

O governo chinês investe muito dinheiro em montadoras como a Chery, e faz pressão para que as marcas se desenvolvam em outros países. Comprar empresas europeias é uma das abordagens que observamos nos últimos anos: a Geely é dona da Volvo e a Dongfeng ajudou a salvar a Peugeot-Citroën da falência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.