Tamanho do texto

Modelos chegam às lojas no segundo semestre de 2018, com o motor 1.6 que equipa as versões de entrada de Polo e Virtus

Volkswagen Gol: a longevidade não impediu que o hatch continue na lista dos modelos mais vendidos do País
Divulgação
Volkswagen Gol: a longevidade não impediu que o hatch continue na lista dos modelos mais vendidos do País

A Volkswagen continua a todo vapor com os lançamentos para 2018. Apenas nos primeiros três meses do ano, tivemos o anúncio dos novos Touareg e Jetta, o lançamento do Tiguan Allspace com opção de sete lugares e a confirmação de que teremos versões esportivas de Polo e Virtus

 Em seu anúncio mais recente, a Volkswagen afirma que Gol e Voyage terão câmbio automático ainda no segundo semestre de 2018. Isso não chega a ser uma surpresa, uma vez que os modelos foram antecipados por um slide apresentado aos concessionários argentinos.

LEIA MAIS: Volkswagen apresenta conceito de picape ainda maior que a Amarok

A intenção da Volkswagen é manter a competitividade, principalmente do Gol, que ainda aparece na lista dos carros mais vendidos do Brasil. Os rivais Chevrolet Onix e Hyundai HB20 (bem como Prisma e HB20S) oferecem a opção automática há certo tempo. Junto da nova caixa  automática, a marca também prepara uma reestilização para rejuvenescer o design que pouco mudou desde 2008.

Os modelos automáticos irão ocupar o topo das linhas Gol e Voyage. Para tal, a marca apostará mais uma vez no motor 1.6 16V, de 117 cv de potência, que já chegou a equipar o Gol na antiga versão Rallye. Faz sentido, uma vez que a marca também pretende integrar câmbio automático ao Polo MSI no Brasil, que leva o mesmo motor 1.6, ainda no primeiro semestre de 2018.

As novas gerações de Gol e Voyage devem aparecer no mercado em 2020. Junto da Saveiro, são os produtos mais antigos na linha Volkswagen. Para refrescar a memória, a atual geração modelos da linha Gol foram lançados no final de 2008. Desde então, veio um facelift em 2012 (onde receberam a nova frente com faróis escurecidos) e outro em 2016 (com painel reestilizado, seguindo o padrão que a marca apresentaria no Polo).

LEIA MAIS: Conheça cinco carros que deverão roubar a cena no Salão do Automóvel

O projeto de renovação da família Gol continua sendo um mistério, mas movimentações recentes indicam que a marca apostará em uma versão de baixo-custo da plataforma MQB que já equipa o Polo. Em 2020, a família de compactos voltará a ocupar a base de produtos da Volkswagen, uma vez que o Up! não tem feito muito sucesso no Brasil e sua nova geração não foi confirmada nem na Europa. Vale lembrar que o subcompacto foi apenas o 32° carro mais vendido do último mês.

Para retomar a liderança

Volkswagen T-Cross: conceito antecipa o novo SUV feito com base no Polo. Protótipos já estão sendo testados
Divulgação
Volkswagen T-Cross: conceito antecipa o novo SUV feito com base no Polo. Protótipos já estão sendo testados

O verdadeiro objetivo da Volkswagen é retomar a liderança do mercado brasileiro o mais rápido possível. O Tiguan Allspace deve começar a chegar nas concessionárias da marca até o fim do mês. Em seguida, poderemos ter a versão reestilizada do Golf ainda no primeiro semestre. Além da Variant, a marca também optou por trazer as versões híbrida e elétrica do hatch.

LEIA MAIS: Novo Jetta é flagrado em testes. Veja mais sobre o novo sedã da Volkswagen

O segundo semestre guarda o grande lançamento da marca para 2018. O SUV T-Cross, feito com base no Novo Polo, será fabricado em São José dos Pinhais (PR) para concorrer no mesmo segmento de Hyundai Creta e Honda HR-V.  Além dele, os importados Volkswagen Touareg e Jetta também estão reservados para o segundo semestre. Há grandes chances de todos serem apresentados juntos ao público durante o Salão do Automóvel de São Paulo, entre os dias 8 e 18 de novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.