Tamanho do texto

Previsto para chegar às lojas no semestre que vem, os equipamentos e a tecnologia revelam a preocupação da marca com sofisticação e requinte

Audi A7 Sportback: geração 2019 fica bem mais leve e sofisticada, além de contar com sistema semi-autônomo de condução
Divulgação
Audi A7 Sportback: geração 2019 fica bem mais leve e sofisticada, além de contar com sistema semi-autônomo de condução

O novo Audi A7 Sportback, que será apresentado pela primeira vez no Salão de Detroit 2018, nos Estados Unidos, está confirmado para chegar às lojas do Brasil no 2º semestre desse ano. Depois da reestilização, o carro recebe uma plataforma inteiramente modernizada e uma série de novidades, o que inclui opção de versão híbrida e sistema semi-autônomo, que dispensa motorista em alguns momentos. Com o “irmão maior” A8 em mente, muitos componentes serão equipados no A7, de modo a deixá-lo mais luxuoso e refinado.

LEIA MAIS: Audi RS7 Performance: Aceleramos o supercarro do Neymar

Tamanha foi a preocupação da marca em utilizar tecnologia automotiva de última geração, que o carro ganha defletor de ar que sairá da traseira em velocidades acima de 120 km/h. Já no interior do Audi A7 Sportback, uma tela sensível ao toque, de 10,1 polegadas, comandará diversas funções, como a seleção da multimídia, gerenciamento do carro e seus ajustes dinâmicos. Em outro mostrador, desta vez de 8,6 polegadas e situado logo abaixo, é possível comandar o ar condicionado, bem como a nova função de teclado, para digitar números de telefone e endereços.

LEIA MAIS: Audi RS3 Sedan começa a ser vendido no Brasil em dezembro

Como uma continuidade do complexo pacote de tecnologia, também haverá um computador responsável por administrar 5 radares, 5 câmeras,12 sensores ultrassônicos e um scanner.   Além disso, um sensor de tráfego será capaz de detectar carros ao redor, faixas no piso e frear automaticamente quando necessário, o que representa um grande salto no quesito segurança, já que tudo isso contribuirá para um controle otimizado do veículo. Outro sistema que estará embarcado no sedã com ares de cupê é o de estacionamento automático, que poderá até ser controlado via celular, remotamente.

LEIA MAIS: Audi A3 Sedan 1.4 nacional supera sedãs médios equipados

Já a lanterna integrada na traseira vem para enriquecer a elegância e combinar com as linhas agressivas, junto aos vincos nas portas, no capô e a cintura alta. Com mais espaço interno que a atual geração, bem como no porta-malas, somado ao capricho no acabamento, os ocupantes poderão desfrutar de mais conforto (segundo afirma a Audi), que contará inclusive com opções de assentos de três ou dois lugares nos bancos traseiros.

Motor e transmissão

O motor 3.0, de seis cilindros, biturbo, de 340 cv e 50 kgfm é herdado do SUV Q7, só que funcionará com auxílio de um motor elétrico de 48 volts, suficiente para levar o A7 de 0 a 100 km/h em 5.3 segundos, somente meio segundo a mais do que esportivos puro-sangue como o Subaru Impreza WRX STI 2018, além de uma velocidade máxima de 250 km/h limitada eletronicamente.

No sistema de transmissão do Audi A7 Sportback, estão inclusos a tradicional tração integral Quattro, sistema com variabilidade de raio de direção e opção de rodas traseiras esterçantes, que conta com diferencial com vetorização de torque, feito para ajudar na estabilidade e suavizar a entrega da potência nas curvas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.