Tamanho do texto

Tecnologia e conforto são evidentes nas diversas telas sensíveis ao toque, nos comandos individuais e nos modos de funcionamento dos motores

A Lexus se debruçou sobre esse SUV para oferecer tecnologias de última geração e modernidade nos seus futuros carros
Divulgação
A Lexus se debruçou sobre esse SUV para oferecer tecnologias de última geração e modernidade nos seus futuros carros

A Lexus revela o conceitual LF-1 no Salão de Detroit (EUA), que servirá de base para o desenvolvimento da linha LX da próxima geração. O carro explora as possibilidades de de design ao seu segmento, que nos últimos tempos vem ganhando cada vez mais integrantes, tanto no Brasil quanto no mundo. Suas linhas agressivas, marcadas pelos faróis e lanternas traseiras em LED, conferem ares esportivos e sensação de movimento, mas sem perder a luxuosidade característica da marca.

LEIA MAIS: Lexus NX 300: SUV de entrada da marca chega ao Brasil no mês que vem

O Lexus LF-1 conta com um luxuoso interior de 4 lugares, divididos em bancos com grandes aberturas envidraçadas acima deles. A lateral tem relevos que lembram metal fundido e é nítido como as superfícies de todo o interior fluem suavemente, desde os painéis das portas, até as suaves linhas do console central. A razão para isso é a filosofia japonesa de hospitalidade como meio de dar conforto aos ocupantes. O habitáculo é projetado para permitir ao condutor concentrar-se na condução, evidente pelo minimalismo do projeto, como por exemplo na ausência de botões analógicos. Ao invés deles, os controles funcionam por movimento. Já nos bancos traseiros, os passageiros recebem o mesmo tratamento dos da frente: mais espaço para as pernas e telas individuais, que permitem ajustar as opções de controle de temperatura e entretenimento.

LEIA MAIS: Lexus CT 200h 2018 chega ao Brasil um pouco mais equipado

Tecnologia

O SUV conta com o modo de condução autônomo “ Chauffeur ” (ou “chofer”), que exclui a necessidade de intervenção humana no controle do carro. Na opção de dirigibilidade padrão, todos os controles e displays estão no volante, de modo que o condutor possa focar apenas na estrada, o que diminui o risco de acidentes. Além disso, há um sistema de navegação que atua como um mordomo, antecipando as necessidades do motorista e dos passageiros com base na rota, tráfego e condições da estrada, ao longo da viagem. Além disso, sugere paradas para reabastecimento de combustível, descanso e restaurantes, podendo, até, reservar hospedagens em hotéis. As informações de navegação e rota são exibidas no monitor e nas telas dos bancos traseiros, podendo ser acessadas através de tablets e/ou celulares.

O volante conta com controles sensíveis ao toque, como um sistema de navegação 4D. Existe outro painel sensível ao toque, embutido no console central, que suporta reconhecimento de caracteres para a entrada de dados. Outra interface “ touch ” equipa o console central traseiro, que permite os passageiros configurarem as próprias funções de conforto e entretenimento.

LEIA MAIS: Toyota Prius 2018: como anda o híbrido mais em conta à venda no Brasil

O Lexus se utiliza de vários modos de funcionamento, partindo do convencional motor a gasolina e podendo se utilizar da energia elétrica de suas baterias como no sistema híbrido, híbrido plug-in , células de combustível ou até 100% elétrico. Isso está relacionado com os planos da Lexus, que afirma que, em 2025, todos os seus modelos de produção terão motorização 100% elétrica ou híbrida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.