Tamanho do texto

Batizado de Xmotion, o SUV visa o mercado norte-americano, pois serve de inspiração para futuros projetos da marca que serão vendidos por lá

Nissan Xmotion: tem faróis em LED e leva a grade dianteira em “V”, traço que identificará os carros da marca
Divulgação
Nissan Xmotion: tem faróis em LED e leva a grade dianteira em “V”, traço que identificará os carros da marca

A Nissan apresenta o SUV conceitual Xmotion Concept no Salão de Detroit (EUA), que conta com sistema autônomo e semi-autônomo de pilotagem. Pintado de prata fosco e desenhado com linhas retas marcantes, tem visual robusto e quadrado, além de muito imponente com suas rodas de 21 polegadas. Apesar de toda a ousadia, tem faróis e lanternas traseiras de LED, com ares futuristas, e leva a grade em “V” na dianteira, traço que dará, de agora em diante, identidade aos carros da fabricante. “É uma fusão entre a cultura e a arte tradicional japonesa, a praticidade do estilo americano e a nova geração das tecnologias da "Mobilidade Inteligente" da Nissan”, afirmam os projetistas dessa ideia, em declaração oficial no evento, sobre a razão pela qual Detroit faz total sentido para a sua primeira revelação.

LEIA MAIS: Nissan confirma que terá nova geração do Leaf no Brasil a partir de 2019

Dentro do Nissan , encontra-se configuração de assentos do tipo 4+2, com três fileiras de bancos individuais posicionados lado a lado. Ainda de acordo com a marca, o design do interior do Xmotion Concept é pensado para acomodar dois casais, um em cada fileira, bem como duas crianças ou animais de estimação na terceira fileira. Conta com assoalho plano na cor vermelha, que confere uma atmosfera contrastante com a cor branca dos estofamentos e acabamentos das portas, bem como ajuda a ressaltar a madeira do painel e do console central. A escolha pela sutileza que a madeira traz ao aspecto geral do interior vem da referência às pontes e à tradicional técnica de trabalho japonesa “kigumi”. Além disso, sete displays digitais - três maiores no centro e dois pequenos nas laterais do painel, outro no teto exibindo as imagens dos retrovisores e um sétimo no console central - lembram que o carro tem sua raiz no futuro, também evidente pela forma que são comandados, através de gestos, voz e movimentos oculares.

LEIA MAIS: Nissan mostra Frontier Attack e fala em mais SUVs para Brasil

IMx Concept, o outro SUV conceitual da Nissan

Enquanto o Xmotion é o SUV que leva desenvolvimento para o mercado norte-americano, o IMx Concept é o SUV pensado para o Japão. Tanto que o primeiro está em Detroit e o segundo foi apresentado no Salão de Tóquio. Ambos os protótipos partilham as mesmas tecnologias e a estratégia de levar o desenvolvimento aos carros de produção no futuro, entretanto, praticamente não se parecem um com o outro em suas concepções, o que mostra o direcionamento cultural e social a que cada um deles foi direcionado.

LEIA MAIS: Novo March é revelado por completo. Deve chegar ao Brasil em 2018

Enquanto o conceitual “nipo-americano” é robusto, expressa brutalidade e espírito imponente quase militar, o conceitual de Tóquio foi desenvolvido com base em três atributos, de acordo com a Nissan: “pureza na expressividade, dinamismo silencioso e tecnologia avançada”. Reflexos disso no exterior são evidentes nas fluidas linhas futuristas, marcadas pelos estreitos faróis e lanternas traseiras em LED, cintura alta na lateral, teto pintado de preto brilhante, além das cores vivas que enfeitam o branco da carroceria. O conjunto visual transborda sutileza e requinte.

Quanto ao interior, apesar do Nissan de Tóquio também ser feito de madeira, é evidente o seu minimalismo tradicional no design de carros japoneses, ponto mais divergente em relação ao Nissan de detroit. Mesma marca, mas filosofias completamente diferentes, não?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.