Tamanho do texto

Previsto para o mês que vem, sedã renovado receberá controle de estabilidade, entre uma série de outras novidades. Saiba mais detalhes

Com detalhes esportivos, o Toyota Corolla ESport deve abandonar o nome quando vier ao Brasil, retomando a sigla XRS
Divulgação/Toyota
Com detalhes esportivos, o Toyota Corolla ESport deve abandonar o nome quando vier ao Brasil, retomando a sigla XRS

Se ainda restavam dúvidas de que o Toyota Corolla reestilizado chegaria ao Brasil, elas acabaram com o flagra do sedã renovado em Porto Alegre (RS). A imagem, cedida por nossos amigos do FlatOut! , foi enviada por um leitor que encontrou o modelo gravando um vídeo publicitário, mas teve que ser tirada do ar.  Curiosamente, a versão flagrada mostra detalhes de design do Corolla ESport oferecido na Ásia, indicando que deve chegar ao Brasil. A expectativa é que seja lançado já no mês que vem.

LEIA MAIS: Toyota investe para produzir motores do novo Corolla em 2019

Na Índia e Tailândia, o Toyota Corolla recebeu uma versão esportivada chamada ESport, que ganha para-choques e rodas exclusivas, além das mudanças de design do sedã renovado – novos faróis, grade mais final e iluminação diurna em LED. As alterações feitas para essa configuração em especial são pequenas, na mesma pegada que o antigo Corolla XRS vendido na geração anterior.

Na Ásia, o Corolla ESport usa o motor 1.8, de 141 cv e 18 kgfm de torque, combinado ao câmbio CVT que simula sete marchas, a única opção oferecida no sedã. Como por aqui temos o 2.0, de 153 cv e 20,7 kgfm de torque, é bem capaz que use essa motorização. Outra mudança deve ser a substituição do nome ESport por uma nomenclatura mais familiar ao brasileiro – apostamos na volta do XRS.

No Brasil, em março

Com o ótimo resultado em vendas obtido em 2016, a Toyota não teve nenhuma pressa para trazer o Corolla renovado ao Brasil. Mesmo com o mercado em baixa, o sedã emplacou 64.738 unidades, tornando-se o quinto carro mais vendido no ano. Esse resultado é três vezes maior do que as 20.857 unidades do Honda Civic, o segundo sedã médio mais emplacado. Começou 2017 na frente, com 4.014 unidades, o dobro que o Civic.

LEIA MAIS: Toyota Corolla Dynamic: sedã esportivo apenas na aparência

Por isso, a marca optou por trazer o Toyota Corolla com um bom intervalo em relação à Europa e Ásia. Sabemos que o sedã passará a trazer controle de estabilidade, item de segurança que equipa seus rivais, mas que não era oferecido em nenhuma versão do Corolla. No Velho Continente, recebeu outros equipamentos como alerta de saída de faixa, farol alto automático, detector de colisões e assistente de leitura de placas – nenhum deles confirmado para a versão brasileira.

LEIA MAIS:  Toyota Corolla faz 50 anos com 44 milhões de unidades vendidas no mundo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.