Tamanho do texto

Entre novas versões e carros inéditos, Volkswagen terá ano cheio de lançamentos. Confira quais devem ser os carros prometidos

A Volkswagen quer mesmo mudar o jogo e voltar a ser uma das maiores marcas do País. Durante o lançamento do novo Up! reestilizado, o presidente da fabricante no Brasil, David Powels, prometeu que a marca terá nove lançamentos ao longo de 2017 – que inclui renovações de design e novas configurações. Duas delas já foram apresentadas: o subcompacto Up! e sua versão aventureira Cross Up!. Vamos desevendar o que vem por aí, em ordem de lançamento.

LEIA MAIS: Volkswagen T-Roc, o SUV do Golf, será lançado no fim do ano. Saiba mais

Volkswagen Up! e Cross Up!

Volkswagen Up!2018 renovado ganhou retoques no desenho e interior mais sofisticado que o da linha 2017
Nicolas Tavares/iG Carros
Volkswagen Up!2018 renovado ganhou retoques no desenho e interior mais sofisticado que o da linha 2017

Sim, o Up! já foi apresentado, mas vale a pena lembrar as mudanças do subcompacto da Volkswagen . Seu design recebeu mudanças sutis, mas importantes, que deixam o carro bem mais agradável. O novo para-choque é mais robusto, a entrada de ar falsa no capô está mais larga e o para-choque traseiro tem novo desenho. As laternas traseiras são de LED. Mais equipado, ocupará uma posição de carro de entrada premium na linha da Volks, deixando o Gol como modelo mais simples da marca. Como a fabricante conta versões separadas em sua lista, o Cross Up! é a segunda dos 9 lançamentos prometidos. Ambos chegam às lojas no início de maio.

Continua com o conhecido conjunto mecânico formado pelo motor 1.0 MPI, de três cilindros, capaz de gerar 82 cv e 10,4 kgfm de torque, com etanol, combinado ao câmbio manual de cinco marchas. Também tem a opção de caixa automatizada I-Motion, também de cinco velocidades. As versões intermediárias, topo de linha e Cross utilizam o 1.0 TSI, de 105 cv e 16,8 kgfm de torque, trabalhando exclusivamente com o câmbio manual. Ficou mais caro, partindo de R$ 37.990 a R$ 55.600.

LEIA MAIS:  Volkswagen mostra Kombi do futuro, que dispensa motorista, Veja fotos

Para o segundo semestre, teremos a versão esportivada Up! Pepper, com a mesma pegada que o Fox Pepper: Detalhes com viés esportivo e nova pintura. A marca já havia confirmado que tanto o subcompacto quanto o Gol teriam essa configuração e, pelo o que ouvimos, o citycar chegará primeiro para aproveitar a renovação e evitar uma confusão com o Gol GT, este sim um esportivo de verdade e que deve chegar no fim do ano.

Volkswagen Golf, Golf GTI e Golf Variant

A Volkswagen testa, de uma só vez, o Golf reestilizado e o inédito Polo., que segue à frente ainda bem  camuflado
Reprodução/Falando de Carro
A Volkswagen testa, de uma só vez, o Golf reestilizado e o inédito Polo., que segue à frente ainda bem camuflado

Toda a família do Golf irá mudar no Brasil ainda este ano. Começa com o hatchback médio tradicional, aproveitando que está disputando pela liderança do segmento com o Chevrolet Cruze Sport6 e Ford Focus. O modelo já circula por aí sem camuflagem, como mostra o flagra obtido por nosso amigo Renato Maia, do canal Falando de Carros – junto com o hatch Polo, do qual já falaremos. A expectativa é que seja o próximo lançamento da marca, ainda neste semestre.

Recebeu novos faróis, para-choques, lanternas e rodas, além de mais equipamentos como a central multimídia com controle por gestos e painel digital semelhante ao do sedã grande Passat. Infelizmente, devemos ficar com um modelo um pouco ultrapassado em relação ao europeu, já que continuaremos com o motor 1.4 TSI em vez do novo 1.5 TSI, disponível na Europa, mais econômico. Por usar tecnologias mais caras, fica inviável utilizar essa motorização neste momento – talvez isso mude, com o novo regime automotivo. Pode ser agora que a Volks desista do 1.6 no Golf, deixando apenas o 1.0 TSI como opção de entrada.

A versão esportiva Golf GTI também virá, já flagrada no Brasil sem camuflagem. Seu motor 2.0 TSI foi atualizado, recebendo uma nova preparação para gerar 230 cv, 10 cv a mais do que atualmente. O câmbio automatizado DSG, de dupla embreagem, recebeu uma nova marcha, passando a contar com sete marchas, que deve equipar também o modelo vendido por aqui.

Volkswagen Amarok V6

Volkswagen Amarok passará a ter opção de novo motor a diesel, mais potente e  eficiente que o atua 2.0, de quatro cilindros
Divulgação/Volkswagen
Volkswagen Amarok passará a ter opção de novo motor a diesel, mais potente e eficiente que o atua 2.0, de quatro cilindros

Reestilizada no final de 2016, ficou a promessa da picape média Amarok receber um novo motor diesel, que seria lançado apenas na metade deste ano. Trata-se do 3.0 V6 turbodiesel, com versões de 163 cv, 204 cv e 224 cv, que na Europa entra no lugar do antigo 2.0 turbodiesel, envolvido no escândalo de fraude de emissões de poluentes. Virá na versão mais forte, de 224 cv e 56 kgfm de torque, capaz de acelerar a caminhonete de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos e com velocidade máxima de 193 km/h. Ao contrário do modelo europeu, por aqui será apenas mais uma opção, pois o 2.0 turbodiesel atual será mantido.

Volkswagen Virtus

Inédito, o Volkswagen Virtus será o primeiro carro com a plataforma MQB desenvolvido no Brasil - a mesma base do Golf
Reprodução/Volkswagen
Inédito, o Volkswagen Virtus será o primeiro carro com a plataforma MQB desenvolvido no Brasil - a mesma base do Golf

Há uma confusão entre qual será o primeiro modelo brasileiro com a plataforma MQB-A0. Herbert Diess, membro da diretoria da fabricante, disse no Salão de Genebra (Suíça), no início de março, que o sedã Virtus chegaria ainda este ano. No lançamento do Up!, David Powels, chefão da marca no Brasil, dava a entender que o Polo viria antes. Conversando com nossas fontes, elas dizem que o executivo de maior cargo é quem está certo, confirmando que o Polo fica para 2018.

LEIA MAIS: Volkswagen terá marca de baixo custo, que logo chegará ao Brasil

O motivo é bem simples: Emplacar mais um hatchback não será fácil, principalmente com a linha da Volks cheia de modelos nessa carroceria: Up!, Gol, Fox e Golf. Por outro lado, o Virtus ocuparia uma posição que a fabricante deseja a muito tempo, entrando no segmento dos sedãs do qual fazem parte Chevrolet Cobalt e Honda City. Era o papel que o novo Santana deveria ter desempenhado, se não tivesse sido cancelado. Faz mais sentido para eles entrarem primeiro em um mercado inédito para a marca do que tentar emplacar um hatch premium.

Volkswagen Gol GT

O Gol GT Concept era apenas um protótipo para ser mostrado no Salão do Automóvel, mas vai virar uma série limitada
Nicolas Tavares/iG Carros
O Gol GT Concept era apenas um protótipo para ser mostrado no Salão do Automóvel, mas vai virar uma série limitada

Sucesso do Salão do Automóvel, no São Paulo Expo, em novembro último, o Volkswagen Gol GT chamou tanta a atenção do público que a empresa deu sinal verde para seu desenvolvimento logo depois do evento. Terá um papel importante, já que o Gol passará por outra reestilização para sobreviver por mais alguns anos – deveria ser substituído pelo novo Polo, mas ficou caro demais para ser um hatch barato. A versão esportiva ajudará a manter o interesse no compacto, mesmo que seja uma edição limitada. Deve contar com o motor 1.0 TSI, de 125 cv, usado no Golf, combinado ao câmbio manual de seis marchas.

E o resto?

VW Tiguan Allspace será vendida com terceira fileira de bancos opcional no Brasil. Com ela, contará com  sete lugares
Volkswagen Tiguan Allspace
VW Tiguan Allspace será vendida com terceira fileira de bancos opcional no Brasil. Com ela, contará com sete lugares

Se sentiu falta de algum modelo na lista, é porque a Volkswagen deixou para 2018. O novo Tiguan é um deles, confirmado para o ano que vem, virá na versão Allspace, mais longa e com sete lugares, deixando a geração atual por mais um tempo no Brasil – a fábrica na Europa trabalha para abastecer aquele mercado e a produção mexicana ainda não começou. O esportivado Gol Pepper ficaria também para 2018, evitando uma confusão com o Gol GT. E o Polo deve ser o primeiro carro a chegar no ano que vem, para não ficar muito longe do lançamento na Europa, pois será apresentado ao público em outubro, durante o Salão de Frankfurt (Alemanha).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.