Tamanho do texto

Sedã passará a ter a nova arquitetura MQB, a mesma do Golf atual, e ganhará apelo diante dos principais rivais, como Toyota Corolla e Honda Civic

VW Midsize Coupé Concept servirá de base para a nova geração do VW Jetta, que será lançada em 2018
Divulgação
VW Midsize Coupé Concept servirá de base para a nova geração do VW Jetta, que será lançada em 2018

Pelo menos na Europa, a nova geração do VW Jetta vai chegar no início do ano que vem, informa o site alemão Auto Motor und Sport. De acordo com a publicação, o sedã, finalmente, deixará de ser feito sobre a já antiquada base PQ 35 para adotar a nova MQB, que é utilizada atualmente em vários modelos do Grupo Volkswagen, entre os quais o novo Golf. No Brasil, porém, ainda não há notícias sobre a chegada do novo sedã, atualmente importado do México.

LEIA MAIS:  VW Virtus será fabricado no Brasil a partir de novembro. Saiba detalhes

O site alemão também diz que o desenho do novo VW Jetta será bem mais arrojado que o atual, baseado no protótipo Midsize Coupe Concept, mostrado pela primeira vez no Salão de Pequim (China), em 2014. As mudanças para a versão de producão deverão ser mínimas. Assim, o carro deverá contar com o mesmo estilo no modelo conceitual, o que inclui a frente com faróis com LED contínuo embutido como luz diurna, grade com dois filetes cromados e para-choque com entradas de ar mais largas.

Visto de lado, o novo VW Jetta terá estilo que lembra mais as linhas de um cupê, com caimento na traseira
Divulgação
Visto de lado, o novo VW Jetta terá estilo que lembra mais as linhas de um cupê, com caimento na traseira

Na traseira, o novo Jetta continuará tendo estilo mais conservador, embora as lanternas usem apenas LED no lugar das lâmpadas convencionais, seguindo linhas parecidas com as do sedã compacto Virtus, que também será lançado em 2018, mas este com vendas confirmadas para o Brasil, onde será fabricado, mais exatamente, em São Bernardo do Campo (SP).  Além disso, o interior do Jetta também mudará e ficará próximo do Golf renovado, que está prestes a chegar ao mercado brasileiro, com opção de quadro de instrumentos digital e configurável.

LEIA MAIS: VW Fox terá nova reestilização no Brasil. Confira como o carro vai ficar

Acompanhando as mudanças no desenho, o Jetta também terá novidades no conjunto mecânico, o que vai incluir, na Europa, o motor 1.5, turbo, de quatro cilindros, no lugar do atual 1.4. Haverá também o 2.0 turbo, nas versões mais equipadas, com o mesmo câmbio de dupla embregagem (DSG) e tracão dianteira.

Producão continua no México

Atrás, o estilo do novo Jetta será um pouco mais conservador, com com novas lanternas com LED no lugar de lâmpadas
Divulgação
Atrás, o estilo do novo Jetta será um pouco mais conservador, com com novas lanternas com LED no lugar de lâmpadas

A nova geração do Jetta, que deixa de ser fabricado sobre a plataforma PQ 35, utilizada desde 2011, vai continuar sendo na unidade de produção em Puebla (México), a mesma onde são produzidos os modelos Golf e Tiguan para diversos mercados, mas, principalmente, para os Estados Unidos.

LEIA MAIS:  VW Arteon substitui o CC e estreia novo estilo de design na marca. Confira

No Brasil, entretanto, ainda não há notícia sobre quando e de onde virá o novo VW Jetta. Possivelmente vai continuar ser feito por lá, já que a linha de produção em São Bernardo do Campo está sendo voltada para a produção do Polo e do Virtus, que serão feitos no fim do ano sobre a arquitetura MQB A0, uma versão um pouco menor e mais simples da MQB do novo Jetta e do Golf atual.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.