Jeep Compass
Reprodução
Jeep Compass renovado terá retoques no desenho. No caso do modelo chinês da foto acima, os faróis ficaram mais estreitos

Depois de ter sido visto disfarçada, a versão renovada do Jeep Compass agora surge sem nenhum disfarce antes da estreia no Salão de Guangzhou (China), ue será na última semana deste mês de novembro. Pelas imagens que acabaram vazando na internet, o SUV terá apenas discretos retoques no desenho, o que inclui faróis um pouco mais estreitos, entre outros detalhes.No Brasil, espera-se que as mudanças cheguem no final do primeiro semestre do ano que vem.

Ainda entre as pequenas mudanças no SUV da Jeep , destaca-sa a grade dianteira com novas entradas de ar e faróis auxiliares de neblina redesenhados, também com LED no lugar das lâmpadas convencionais. No caso da versão Trailhawk , com maior apelo aventureiro, uma das mudanças fica por conta da economia de cromados. Além disso, com a reestilização do para-choque dianteiro, o ângulo de ataque deve ter melhorado ainda mais.

Atrás, quase nada deverá mudar. E no interior uma das únicas novidades será a central multimídia, que deverá ser do tipo flutuante, assim como acontece na linha da dupla Fiat Argo e Cronos, com tela de alta resolução e, provavelmente, conexão com o celular sem precisar de cabos. O volante multifuncional também deverá mudar, bem como o console central, que passsará a ter desenho totalmente modificado.

Como já está sendo esperado, no conjunto mecânico uma das principais mudanças será o motor 1.3 turbo, que no Brasil será flex, fabricado em Betim (MG), que deverá render em torno de 180 cv acomplado ao câmbio automático, provavelmente do tipo CVT. Trata-se da caixa que está sendo desenvolvida pela FCA e que também pode ser usada em outros modelos, inclusive na picape Fiat Strada.

Com o novo motor 1.3 turbo, o Jeep Compass renovado ficará bem mais econômico. Com gasolina vendida na China, sem etanol, conforme registros oficais, o SUV pode chegar a fazer até 16 km/l. Também está sendo esperada alguma atualização no 2.0 turbodiesel, que tende a ficar mais eficiente a ter menores índices de emissões.

    Veja Também

      Mostrar mais