Tamanho do texto

Por R$ 187.990, A4 Avant tem o mesmo (e bom) conjunto do sedã, mas com mais espaço. Confira a avaliação do modelo com motor 2.0 turbo, de 190 cv

Audi A4 Avant
Nicolas Tavares/iG Carros
Audi A4 Avant

No Brasil, as peruas deram lugar aos SUVs, que preferem ganhar espaço também em largura e altura.  E quase sumiram do mercado para quem as vê apenas como sedãs esticados. Em um mercado que renegou completamente as chamadas stations wagons , a Audi trazer ao Brasil a A4 Avant é um ato de resistência a ser aplaudido. O lado ruim é que está nas concessionárias em versão única, por R$ 187.990, chegando a R$ 236.290 com o pacote opcional.

LEIA MAIS: Audi Q3 1.4 TSI, agora nacional, vem com o básico do luxo. Confira avaliação

O preço assusta, não é? Claro que, em um primeiro momento, podemos argumentar que é uma versão do sedã de luxo da marca (com o A3 Sedan , o A4 subiu um degrau), muito mais equipado do que a maioria dos carros comuns. Claro, a A4 Avant poderia ser vendida por um preço mais baixo, mas aí correria o risco de esbarrar em um outro modelo, sua prima Volkswagen Golf Variant, que custa R$ 115.889, antes de colocar os opcionais que já estão no Audi e chegar a R$ 153.198.

Audi A4 Avant
Divulgação
Audi A4 Avant

Disponível apenas na versão Ambiente, a A4 Avant vem com faróis bixenônio com ajuste de altura e iluminação diurna em LED, central multimídia, rodas de liga leve de 18 polegadas, ar-condicionado automático, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, bancos de couro com ajuste elétrico para o motorista, controle de cruzeiro, seletor de modo de condução, start-stop, sensor de estacionamento traseiro, central multimídia e o Audi Virtual Cockpit, um painel de instrumentos totalmente digital.

Seus opcionais são bem interessantes e fazem coçar a mão na vontade de comprá-los. O Pacote Tech adiciona sistema de som Bang & Olufsen com som 3D, heads-up display e keyless-go (que permite abrir o carro apenas com a chave presente perto da porta). O segundo pacote é o Assistance, oferecendo câmera de ré, assistente de ponto cego e assistente de batida traseira (o carro prepara os ocupantes caso detecte a chance de um veículo colidir por trás).

Não é esportiva, mas parece

Audi A4 Avant
Nicolas Tavares/iG Carros
Audi A4 Avant

Sob o capô está o 2.0 TFSI de 190 cv e 39,8 kgfm de torque, combinado ao câmbio automatizado S–Tronic, de dupla embreagem e sete marchas. Mesmo pesando 1.460 kg, acelera de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos e tem velocidade máxima de 238 km/h. É apenas um segundo a mais do que um Volkswagen Golf GTI, justamente um esportivo de verdade. E com a vantagem de que tem espaço para toda a família e muito mais área de porta-malas.

LEIA MAIS:  Audi A3 1.4 TSI supera sedãs médios equipados. Veja no comparativo

No dia-a-dia, a A4 Avant é bem comportada, por usar o modo de direção Comfort (ou, se mudou antes, Efficiency). Foram feitos para economizar combustível, trocando de marchas mais cedo. É bem civil e, ainda assim, tem empolgação o suficiente para andar bem no trânsito. Quem quiser mais fôlego pode mudar para o Dynamic, feito para quem quer uma pegada mais forte, reajustando o câmbio para aceleração para alegrar seu dia.

Audi A4 Avant
Divulgação
Audi A4 Avant

E, o melhor de tudo, estamos falando de um carro confortável e com espaço de sobra. A suspensão usa McPherson na dianteira e multibraços na traseira, com o ajuste ideal, permitindo uma vida agradável a bordo ao passar por buracos, mas sem deixar de manter a carroceria no lugar em curvas rápidas. Tem todo o espaço do sedã, carregando cinco adultos sem apertos. São 25 litros a mais de porta-malas do que o A4 convencional, alcançando os 505 litros.

Como é um motor turbo, há o velho problema do turbo lag, ou seja, o breve momento que leva para a turbina encher e fazer o carro disparar. Mesmo no modo Dynamic, o lag poderia ser menor, levando um tempo para sair da imobilidade em um semáforo. O start-stop piora um pouco, adicionando a demora para religar o motor. Não é um problema de outro mundo, porém pode incomodar quem tem mais pressa.

Mais rápido do que um SUV, também é mais econômico. Segundo o programa Inmetro-Conpet de etiquetagem, a A4 Avant tem um rendimento de 11 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada, apenas com gasolina. Como comparação, o Honda HR-V, líder entre os utilitários compactos, faz 10,5 km/l no ciclo urbano e 12,1 km/l no ciclo rodoviário, também com gasolina – e com o defeito de perder esportividade por causa do câmbio CVT.

Tecnologia de ponta

Audi A4 Avant
Divulgação
Audi A4 Avant

Se escolher uma A4 Avant com todos os opcionais, vai encontrar um carro muito bem equipado e que impressiona quem nunca viu suas tecnologias. Começa com o Audi Virtual Cockpit, item que estreou no esportivo TT, foi para o A4 sedã e, em janeiro, para a versão mais cara do A3. É uma tela TFT de 12,3 polegadas que ocupa o painel de instrumentos e que tem diversas funções bacanas.

Por exemplo, é possível colocar para mostrar o mapa do GPS no meio, com o conta-giros e o velocímetro dos lados. Com um toque, dá para diminuir ainda mais o tamanho dos instrumentos, para que o mapa fique em destaque, ocupando quase todo o painel. Funciona como uma extensão da central multimídia em outras coisas, como para escolher as músicas que estão tocando, mostrar os contatos do telefone e mais.

Novo Audi A4
Divulgação
Novo Audi A4

Melhor ainda quando recebe o pacote que inclui o heads-up display, tecnologia que projeta algumas informações no parabrisa. No A4, o HUD apresenta a velocidade e instruções do GPS, eliminando a necessidade de mover a cabeça para olhar a tela no centro do console ou mesmo o mapa no painel de instrumentos. Outros carros trazem sistemas parecidos, mas poucos são tão completos quando o da Audi.

LEIA MAIS: Audi A1 Sportback 1.8 Ambition, o "pimentinha". Saiba mais detalhes

A central multimídia é bem melhor do que o da geração passada dos carros da Audi. Finalmente aprenderam que ninguém quer comprar adaptadores para conseguir usar um USB – a marca usava uma entrada específica e exigia cabos especiais para outros plugues. É bem intuitiva, apesar da insistência da fabricante em não adotar a tecnologia de tela sensível ao toque, demandando o uso de um controle no console central perto do câmbio.

Custo de vida alto

Por um lado, a Audi A4 Avant não é tão cara assim. Calma, eu explico. O A4 sedã na mesma configuração Ambiente e motorização, custa R$ 5.000 a menos do que a Avant. Ou seja, pagamos a mais por 25 litros a mais de porta-malas e um design diferente – se eu tivesse condições de vida para ter um carro desses, com certeza pagaria para levar a station wagon para casa. Por outro lado, é um valor fora da realidade para muitas pessoas e a fabricante sabe muito bem disso, motivo pelo qual é considerada premium. Se você tem cacife para um Audi e pensava no A4, olhe com carinho para a A4 Avant e junte-se à resistência aos SUVs. Os entusiastas agradecem.

Ficha Técnica

Preço:  R$ 187.990

Motor: 2.0, 16V, quatro cilindros em linha,  turbo, gasolina

Potência: 190 cv a 4.200 rpm

Torque: 32,6 kgfm a 1.450 rpm

Transmissão: Automatizada de dupla embreagem, sete marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, MacPherson (dianteira)/ Independente, multibraços (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / discos sólidos (traseiros)

Pneus: 245/40 R18

Dimensões: 4,72 m (comprimento) / 1,84 m (largura) / 1,43 m (altura), 2,82 m (entre-eixos)

Tanque : 54 litros

Porta-malas: 505 litros

Consumo: 10,5 km/l (cidade) e 13,5 km/l (estrada)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.