Hyundai
Carlos Guimarães/iG
Hyundai HB20 S Diamond Plus: nova grade frontal entre as poucas mudanças estéticas do sedã que tem fortes rivais no pareo

A Hyundai adota mudanças discretas na linha do HB20S, que a reportagem de iG Carros avalia na versão Diamond Plus (R$ 81.590). Só bater o olho na frente do carro para ver que uma das novidades fica por conta da grade dianteira da versão Sport, em formato de cascata e com contorno preto brilhante. Pelo menos por enquanto, é o que o sedãzinho da marca coreana tem para mostrar de novo.

Na lista de itens de série, o Hyundai HB20S mais equipado vem com alertas de frenagem autônoma e de mudança de faixa, câmera de ré, airbags laterais, além de bancos de couro e sistema de monitoramento da pressão dos pneus. Mas senti falta de algo básico: marcador de temperatura externa, o que precisa ser revisto com certa urgência. De resto, o carro agrada, com detalhes como entrada USB extra no console para recarregar o celular.

Mas há ressalvas, como a central multimídia que precisaria ser um pouco mais prática de ser usada e ter GPS nativo. Tem tela de 8" e espelhamento de celular Android ou iOS, que permite acessar aplicativos de streaming como o Spotify, ou replicar os dados de navegação do Google Maps, mas com o pacote de dados do aparelho do usuário, sujeito a mudanças constantes do sinal de internet.

A bordo, os bancos revestidos de couro claro contribuem com ambiente arejado. E o tom dos assentos combina com o volante e o painel. O sistema de ar-condicionado é digital, mas sem regulagem independente para motorista e passageiro, o que não é pedir muito para um carro que passou dos R$ 80 mil.

Em contrapartida, há comando do tipo "um toque" para todos os vidros, a direção elétrica facilita as manobras e volante multifuncional, além de cluster com velocímetro digital com contagiros analógico, a melhor combinação.

Aliás, se não fosse pelo acerto da suspensão mais voltada para o conforto, com rolagem da carroceria nas curvas acima do que o ideal, o Hyundai HB20S Diamond Plus seria um sedãzinho bom para entusiastas. Isso porque o motor 1.0, turbo, com injeção direta, rende bem e tem um ronco instigante. São nada desprezíveis 120 cv e bons 17,5 kgfm de toque a meros 1.500 rpm, o suficiente para manobras sempre ágeis e seguras.

Interior arejado na versão topo de linha

Hyundai
Divulgação
Hyundai HB20S vem com bancos revestidos de couro de tom claro na versão topo de linha que combina tanto com o volante quanto com o painel

Para ajudar, o volante de três raios conta com boa empunhadura e hastes para trocas sequenciais, como manda o figurino. Mas bem que poderiam providenciar rodas de aro 16 pelo menos nessa versão topo de linha no lugar das de aro 15 com pneus 185/60R. Além de dar um aspecto mais esportivo ao carro também ajudaria na estabilidade.

Bom é que o conjunto mecânico, que também conta com câmbio automático de seis marchas, preza pela eficiência. De acordo com o Inmetro, o HB20S turbinado pode aferir 8,8 km/l na cidade e 12,7 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números sobem para 11 km/l e 15,3 km/l, respectivamente. Nada mal, mas é bom tomar cuidado com o tanque de 50 litros, que não garante tanta autonomia, de 440 km na cidade, com etanol, ainda conforme o Inmetro.

Se o forte é o conforto, então, basta aproveitar que há espaço para quatro adultos e uma criança viajarem com conforto. Na comparação com o modelo anterior, o novo cresceu 3 cm no entre-eixos (de 2,50 metros para 2,53 m) para não esmagar os joelhos de quem vai no banco traseiro. No porta-malas, há espaço para 475 litros.

A versão conta com quatro airbags (vale lembrar, no Onix Plus são seis, de série), enquanto controles de estabilidade e tração surgem desde o pacote intermediário Evolution. Mas isso é o mínimo para conseguir brigar de igual para igual com os rivais, cuja lista vai aumentar agora com a chegada do novo Nissan Versa, que acaba de chegar do México.

Para quem dá valor às linhas da carroceria, o HB20S é diferente dos outros modelos do segmento de sedãs compactos. O chefe de design global da Hyundai , Simon Loasby, nos contou que a carroceria do novo HB20 foi concebida para causar espanto e dividir as opiniões do público. As inspirações na nova geração do Sonata são bem claras, ainda mais na versão sedã.

Conclusão

Para o alto nível dos rivais, o Hyundai HB20S mudou pouco e ainda precisa envoluir em alguns apectos, como o acerto de suspensão e a central multimídia. Com ares de cupê, ao contrário do polêmico hatch, o sedãzinho pode conquistar pelo visual e pela mecânica refinada.

Ficha Técnica

Hyundai HB20S 1.0 Diamond Plus

Preço: R$ 81.590

Motor: 1.0, três cilindros, turbo

Potência: 120 cv (E) / 120 cv (G) a 6.000 rpm

Torque: 17,5 kgfm (E) / 17,5 kgfm (G) a 1.500 rpm

Transmissão: Automático, seis marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus: 185/60 R15

Tanque: 50 litros
Porta-malas: 475 litros

Consumo etanol: 8,8 km/l (cidade) / 12,7 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 11 km/l (cidade) / 15,3 km/l (estrada)

Velocidade máxima: 191 km/h


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários