WR-V
Caue Lira/iG
Honda WR-V EX-L 2021 encara o rival Renault Duster, que tem quase o mesmo preço na versão intermediária Intense

Não tem jeito, os SUVs continuam dominando as vendas. Pelo fechamento do balanço de outubro da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), o segmento ficou 32,4% de janeiro a outubro, ante 26,1% do mesmo perído de 2019. Então, além do HR-V, a Honda também deu um jeito de transformar o Fit em SUV para brigar por uma fatia desse apetitoso mercado com o WR-V.


Na linha 2021, o Honda WR-V evoluiu. No caso da versão topo de linha EX-L (R$ 94.700), os faróis são de LED e com acendimento automático, bem como as lanternas traseiras com novos detalhes. Além disso, enfim, o carro ganha controle eletrônico de estabilidade (ESP), para-choque traseiro 6,7 cm mais protuberante e retoques na grade e no para-choque dianteiro.

Por dentro, além do espelho retrovisor eletrocrômico, não mais mudanças significativas. A central multumídia é a mesma, com sete polegadas, GPS embutido, mas já pede novidades, como maior resolução, conexão sem fio com os celulares e acesso à internet, algo que já começa a aparecer no mercado. O sistema de bancos traseiros bipartidos e que podem ser facilmente rebatidos é um dos destaques do carro, mas será que isso é o suficiente para vencer o Duster ?

Como andam WR-V e Duster no dia a dia

Na versão Intense, o Renault Duster (R$ 95.290) custa quase o mesmo que o WR-V mais caro, mas passamos a falar de um carro mais valente, espaçoso e com conjunto um pouco mais bem acertado que o rival da marca japonesa. Vamos aos detalhes. Primeiro, o Duster tem 23,7 cm de vão livre do solo ante 20,7 cm do Honda, além de melhores ângulos de entrada e saída que os do rival, o que implica em maior facilidade por superar obstáculos.

Os dois usam caixa automática do tipo CVT, que simulam seis marchas. No WR-V, existem hastes no volante para trocas manuais, o que no Duster pode ser feito apenas com toques na alavanca para frente e para trás. Em contrapartida, o motor 1.6 SCe da Renault mostra mais fôlego e suavidade de funcionamento que o 1.5 da Honda , o que implica em maior rapidez nas acelerações e velocidade máxima superior. Para ir de 0 a 100 km/h, o Duster precisa de 12 s e o WR-V 12,3 s conforme os dados das fabricantes.

A Honda fez um bom trabalho ao transformar o Fit em um WR-V, o que inclui uma suspensão bem ajustada, mas quando o assunto é absorver irregularidades do piso, além de passar por valetas, lombadas e outros percalços pelo caminho, o Duster consegue cumprir esse papel com mais eficiência. Nas curvas, para evitar derrapagens indesejáveis, ambos contam controle eletrônico de estabilidade e transmitem segurança.

Tanto o WR-V quanto Duster vêm com direção com assistência elétrica e quase o mesmo raio de giro (10,6 m do Honda e 10,7 m do Renault), o que o tornam fáceis de serem manobrados, inclusive em espaços apertados. Ao acelerar, um ponto que fica claro é que o Renault é um pouco mais silencioso que o Honda, o que também contribui com o conforto a bordo, um dos pontos fortes do Duster, que tem 2,67 m de entreeixos, ante 2,56 m do WR-V.

Por falar em conforto, ambos contam com volante revestido de couro multifuncional, ar-condicionado digital e apoio de braço para o motorista. Mas o painel do Renault é mais moderno, com opção de velocímetro digital no computador de bordo, algo que o Honda não tem e faz falta no dia a dia com tantos radares espalhados pelas vias. Além disso, a central multimídia Easy Link do Duster tem mais recursos, incluindo personalização de ajustes para cada usuário do carro.

E se for viajar com bagagem, no porta-malas do Renault vão 475 litros, ante 363 litros do Honda, cujo tanque de combustível é menor acaba deixando a autonomia de ambos praticamente igual, embora o Honda gaste um um pouco menos, conforme os dados do Inmetro. Com etanol, o Duster roda 390 km na estrada, ante 396 km do WR-V, números que aumentam para 555 km e 558 km, respectivamente, com gasolina.

Com menor arrasto aerodinâmico e mais um pouco mais leve, o Honda consegue fazer uma média de consumo ligeiramente melhor que o Renault, ainda seguindo as informações do Inmetro, com 8,1 km/l de etanol na cidade e 8,8 km/l na estrada, ante 7,2 km/l e 7,8 km/l do Duster . Com gasolina, o WR-V continua gastando um pouco menos, com 11,7 km/l em trecho urbano e 12,4 km/l em rodoviário, contra 10,7 km/l e 11,1 km/l do Renault.

Conclusão

No cômputo geral, o Renault Duster acaba saindo com a vitória diante do Honda WR-V por ser mais valente, espaçoso, e com um pouco mais de fôlego e soluções mais modernas que o rival, que é derivado do Fit da geração anterior da que é vendida no Japão e na Europa, inclusive com versões híbridas. 

Fichas técnicas

Ficha técnica

Honda WR-V 2021 EX-L

Preço: a partir de R$ 94.700 

Motor: 1.5, quatro cilindros, flex

Potência: 116 cv (E) / 115 cv (G) a 5.500 rpm

Torque: 15,3 kgfm (E) / 15,2 kgfm a 4.800 rpm

Transmissão: Automático, CVT, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)

Pneus: 195/60 R16

Dimensões: 4,07 m (comprimento) / 1,73 m (largura) / 1,60 m (altura), 2,56 m (entre-eixos)

Tanque: 45 litros

Porta-malas: 363 litros

Consumo gasolina: 11,7 km/l (cidade) / 12,4 km/l (estrada), e 8,1 cidade e 8,8 km/l na estrada, com etanol

0 a 100 km/h: 12,3 segundos

Velocidade máxima: 168 km/h

Ficha Técnica - Renault Duster Intense 1.6

Preço: a partir de R$ 95.290

Motor: 1.6, quatro cilindros, flex

Potência: 120 cv (E) / 118 cv (G) a 6.250 rpm

Torque: 16,2  a 3.850rpm

Transmissão: Automático, CVT , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus: 215/60 R17

Dimensões: 4,38 m (comprimento) / 1,83 m (largura) / 1,69 m (altura), 2,67 m (entre-eixos)

Tanque: 50 litros

Porta-malas: 475 litros

Consumo etanol: 7,2 km/l (cidade) / 7,8 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 10,7 km/l (cidade) / 11,1 km/l (estrada)

0 a 100 km/h:13,8 segundos

Velocidade máxima: 153 km/h

    Veja Também

      Mostrar mais