Mini Countryman SE da linha 2021: rodas de aro 19, frete reestilizada e o mesmo conjunto eficiente adotado anteriormente
Carlos Guimarães/iG
Mini Countryman SE da linha 2021: rodas de aro 19, frete reestilizada e o mesmo conjunto eficiente adotado anteriormente



Já está mais do que na hora do Brasil dar mais atenção aos carros híbridos e elétricos. Vem aí uma nova leva de modelos do gênero ao País, mas ainda é pouco se comparado à revolução que acontece na Europa, Estados Unidos, Japão, entre outros países.

Enquanto isso, aquele Mini Countryman SE Hybrid , verde, da linha 2021, plugado na tomada enquanto tomava um café, ainda parecia um alienígena no meio de carros pintados de prata ou preto soltando fumaça pelo escapamento.

Quando caminhava até o carro para ir embora, o rapaz que cuida das vagas do supermercado me alertou: "moço, acho que o carregador que você usou não está funcionando". Pois é, ainda falta muito para entrarmos para valer na nova era da eletrificação por aqui, uma pena.

Sim, porque, ainda mais agora com o preço dos combustíveis nas alturas, nada melhor do que rodar e rodar gastando pouco e poluindo quase nada. Além disso, no caso do novo Countryman SE All4 Top 1.5 (R$ 264.990), o prazer em dirigir foi preservado.

Já havia avaliado a versão 2020, há um ano e meio , quando fiz uma viagem de mais de 400 quilômetros, cruzando a fronteira de São Paulo e Minas Gerais, ocasião em que a eficiência do carro me surpreendeu. Agora, o que era bom ficou ainda melhor com algumas atualizações.

As lanternas traseiras receberam o arranjo “Union Jack” , que representa a bandeira do Reino Unido. A grade do radiador também foi redesenhada pela Mini , ficando mais alinhada com os últimos lançamentos da marca.

O modelo tem 4,29 metros de comprimento e 2,67 de entre-eixos, com porta-malas de 450 litros. Por conta das baterias, o compartimento de carga dos modelos híbridos é menor, com 405 litros de capacidade. Nova também é a central multimídia de 8,8 polegadas, com pareamento de celulares via Android Auto e Apple CarPlay.

O novo painel de instrumentos tem 5 polegadas, e é totalmente configurável pelo pacote Mini Connected . Com isso, é possível fazer reservas em restaurante, marcar horário na barbearia ou localizar pontos de interesse. De resto, o carro mantém o belo conjunto de antes, andando bem e gastando pouco.

interior com cluster digital e nova central multimídia deixaram o carro ainda mais interessante
Divulgação
interior com cluster digital e nova central multimídia deixaram o carro ainda mais interessante

Pelo dados do Inmetro, o consumo na cidade fica em 19km/l, marca que cai para 17 km/l na estrada, onde a autonomia teórica em trechos rodoviários fica em bons 612 quilômetros com o uso combinado do motor elétrico com o a combustão.

A combinação do motor a combustão (1.5, turbo, de três cilindros, a gasolina, de 136 cv) e o elétrico, de 88 cv, inclui três modos diferentes de condução. O primeiro poupa ao máximo a energia das baterias, outro alterna automaticamente o uso do motor elétrico e a combustão de acordo com as circunstâncias e o terceiro funciona apenas na eletricidade, quando o carro pode rodar até 52 km e atingir velocidade de até 125 km/h, o que pode ser menos do que alguns novos híbridos por aí, mas é considerável. Com os dois motores, o carro atinge 198 km/h.

Outra vantagem do Mini Countryman SE Hybrid é que o eixo dianteiro funciona com motor a combustão e o traseiro com o elétrico, o que permite somar as potências dos dois, chegando nos 224 cv e configurando a tração integral. Com força total e pisando fundo no acelerador, o carro é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h e apenas 6,8 segundos, mesmo tempo de um dos únicos esportivos de verdade que sobraram no Brasil, o VW Jetta GLi .

Agora, calçado com rodas de aro 19 e pneus 225/45R, o carro vai bem nas curvas, mas acaba causando alguns solavancos em piso irregular com o ajuste mais firme da suspensão.

O Mini Countryman SE também vem com um belo sistema de som de alta-fidelidade, da Karman-Hardon, com 12 alto-falantes. E o clima ainda pode ser incrementado pelas luzes diurnas reguláveis em várias cores. Bom também é que cinco ocupantes viajam sem aperto, com entre-eixos de 2,67 m. Além disso, o carro vem com barras metálicas na capota para ajudar a levar mais bagagem.

Conclusão

Com retoques no desenho e atualizações tecnológicas na linha 2021, o novo Mini Countryman SE Hybrid ficou ainda mais estiloso e prático. Porém, ainda custa bem mais do que o ideal para a grade maioria no Brasil, que precisa dar mais incentivos aos híbridos e elétricos, o que inclui melhor infraestrutura.

Mesmo assim, o modelo da marca inglesa terá novos rivais por aqui, como a versão híbrida plug-in do Jeep Renegade , que deverá chegar ao Brasil no segundo semestre, provavelmente, na faixa dos R$ 250 mil.

Você viu?

Ficha Técnica

Mini Contryman SE Hybrid All4 Top 1.5

Preço: R$ 264.990

Motor: 1.5, três cilindros, turbo, gasolina

Potência: 136 cv a 4.400 rpm + 88 cv (elétrico)= 224 cv ao todo

Torque: 22,4 kgfm a 1.250 rpm + 16,8 kgfm (elétrico) = 39,3 kgfm ao todo

Transmissão: Câmbio automático, seis marchas, tração integral

Suspensão:Independente (dianteira) e multibraço (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira

Pneus: 225/45 R19

Dimensões: 4,30 m (comprimento) / 1,82 m (largura) / 1,56 m (altura), 2,67 m (entre-eixos)

Tanque : 36 litros

Porta-malas: 405 litros

0 a 100 km/h: 6,8 segundos

Vel. Max: 198 km/h  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários