Crossover aparece pela primeira vez. E tem chances de ser feito no Brasil, num futuro próximo

A Audi faz a estreia do pequeno crossover Q2 sob a luz dos holofotes do Salão de Genebra (Suíça), que abriu suas portas para a imprensa hoje (1º). Com desenho que foge um pouco do estilo dos lançamentos mais recentes da marca, a novidade tem uma cara de quem está a fim de conquistar um público jovem e descolado, o mesmo que compra carros como Honda HR-V , Jeep Renegade , Ford EcoSport e companhia.

Assim como seus principais concorrentes, o Q2 é compacto. Tem 4,19 metros de comprimento por 1,79 m de largura, 1,51 m de altura  e bons 2,6 m de entre-eixos. E o interior tem ambiente bem arejado, com o mínimo de botões possível. Mas a tela do sistema multimídia, que se parece com uma tablet, vem de série em todas as versões. Como opcional, dá para escolher por um modelo escamoteável, com GPS embutido, comandado por voz e com alto nível de conectividade.

Na lista de equipamentos também se destaca o controle de velocidade de cruzeiro adaptativo (mantém certa distância do carro da frente programada pelo motorista), alerta sobre mudança indevida de faixa, além de sistemas de reconhecimento de placas e que fazem o carro estacionar sozinho, entre os principais itens.

O conjunto mecânico pode incluir seis diferentes motores, capazes de render entre 116 cv e 190 cv. O menor deles tem apenas 1.0 litro de cilindrada e três cilindros. Em seguida, a marca oferece o 1.4 e o 2.0, ambos a gasolina. Para completar a gama, a Audi  conta co outras três versões a diesel. Na transmissão, o câmbio manual de seis marchas é de série, com o automatizado, de sete, e dupla embreagem S-Tronic pago à parte. No caso do 2.0 turbo e nos modelos a diesel, a tração é integral. Nas demais, apenas dianteira.

Na Europa, a Audi vai começar a aceitar encomendas apenas no meio do ano, com as primeiras entregas programadas para entre setembro e outubro. No Brasil, ainda não há informações sobre quando o Q2 vai chegar. Porém, existem chances do carro vir a ser fabricado em São José dos Pinhais (PR) em um futuro próximo, dependendo das condições do mercado. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.