Pessimismo dos consumidores fez mercado recuar 44% em relação ao ano passado

Apenas 2.871 unidades foram emplacadas em fevereiro
Divulgação
Apenas 2.871 unidades foram emplacadas em fevereiro

Se a situação está ruim para as fabricantes que produzem carros no Brasil, é claro que tudo está pior para quem importa. Segundo o relatório da Associação Brasileira de Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (ABEIFA) , as vendas de importados em fevereiro recuaram 21,8% em relação ao mês anterior, ficando na marca de 2.871 veículos emplacados.

O resultado é péssimo, mesmo considerando que foi mês de Carnaval, com 20 dias úteis de vendas. Em fevereiro passado, a ABEIFA registrou 5.128 unidades emplacadas, 44% a mais do que neste ano. “O desempenho ainda reflete retração na intenção de compra dos consumidores, que não recuperaram a confiança na retomada da economia”, explica Marcel Visconde, presidente da entidade.

Até mesmo as marcas associadas à ABEIFA que possuem fábricas em operação no Brasil não se livraram da baixa nas vendas. BMW  e Mini , que produzem modelos em Araquari (SC), registraram 425 unidades emplacadas, enquanto a Chery , com fábrica em Jacareí (SP), vendeu 78 veículos.

“Seguimos a mesma tendência de queda do setor automotivo como um todo. O mercado total no primeiro bimestre de 2016, que inclui vendas das associadas da ABEIFA e das demais marcas que atuam no mercado brasileiro registrou vendas de 291.767 unidades, uma queda de 31% no comparativo com o mesmo período do ano passado.”, completa Visconde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.