Elon Musk, chefão da Tesla, revela a parte dois de seu plano, que inclui entradas em outros segmentos com SUV compacto, ônibus e uma picape

Depois que o Model 3 estiver nas lojas, a Tesla vai partir para o desenvolvimento de uma picape e um SUV compacto.
Reprodução
Depois que o Model 3 estiver nas lojas, a Tesla vai partir para o desenvolvimento de uma picape e um SUV compacto.

Há dez anos , a Tesla aparecia com a ideia ambiciosa de vender carros puramente elétricos que tivesse o desempenho de um carro esportivo. Cumpriu o que prometeu, com o Model S , Model X e, em breve, com o Model 3 , seu modelo mais barato . Elon Musk, chefão da marca, agora revela a parte dois de seu plano para dominar o mundo, aumentando a linha da Tesla e entrando no setor de transporte público.

Durante a apresentação de sua estratégia, Musk revelou que, após o Model 3 , irá trabalhar em um utilitário esportivo compacto e em uma picape. As picapes sempre tiveram um espaço grande na preferência dos americanos, enquanto os SUVs pequenos estão crescendo no mundo todo. Ou seja, Musk não está dando ponto sem nó, atacando dois segmentos com uma alta procura.

Além disso, o executivo disse que percebeu dois outros tipos de veículos que irão se beneficiar muito de sua tecnologia elétrica: “caminhão pesado e transporte urbano de alta capacidade”. Enquanto caminhão é autoexplicativo, a parte do transporte urbano leva a entender que Musk quer fazer um ônibus elétrico, que seria chamado por um botâo nos pontos de parada. O caminhão viria para “ajudar a reduzir o custo de transporte, enquanto aumenta a segurança e é divertido de dirigir”.

O interessante é que não são ideias aleatórias, já que ele diz que tanto o caminhão quanto o transporte público estão em desenvolvimento e os primeiros conceitos devem ser revelados ano que vem. Para serem capazes de rodar por tanto tempo, a Tesla quer comprar a empresa Solarcity, para integrar células solares no teto de seus carros, aumentando a autonomia. É a mesma solução dos carros solares da chinesa Hanergy .

Musk aproveitou para falar um pouco sobre a tecnologia semiautônoma Autopilot. Para ele, o sistema já é bem mais seguro do que um piloto humano, desde que seja utilizado corretamente – uma alusão ao acidente que matou um motorista  que usava o modo autônomo do Model S . O próximo passo é criar backups que passem a funcionar em caso de alguma falha.

No futuro, haverá uma plataforma de compartilhamento de carros. A ideia do executivo é que, enquanto você não estiver utilizando o seu Tesla , ele seja usado por outra pessoa, convocado por um aplicativo no celular. O veículo, já equipado com um sistema autônomo devidamente regulamentado pelo governo, iria sozinho até quem o chamou, seria utilizado e depois volta para o seu dono, com um pagamento feito por quem usou o serviço.

Tesla no Brasil

Apesar da falta de infraestrutura para carros elétricos - o que dificulta a vida dos que já são vendidos por aqui, como o BMW i3  - , o Model 3 já foi confirmado para o Brasil. Pouco antes da apresentação oficial, Musk publicou no Twitter que o site iria aceitar encomendas feitas por brasileiros, com um esquema especial de entregas, que só começarão no final de 2017. Rumores falam sobre a possibilidade de abrir uma concessionária no país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.