Com novas versões, Range Rover será lançado no fim do ano. SUV não tem previsão para chegar ao Brasil

Na linha 23017, o Range Rover ganhou mais equipamentos. O principal é o pacote de auxílios que fazem dele um veículo semiautônomo.
Divulgação/Jaguar Land Rover
Na linha 23017, o Range Rover ganhou mais equipamentos. O principal é o pacote de auxílios que fazem dele um veículo semiautônomo.

A Jaguar Land Rover revela as primeiras informações sobre a linha 2017 do Range Rover, que chega às lojas no Reino Unido no fim do ano. O utilitário virá com a tecnologia de direção autônoma da marca, além de uma nova versão com motor V6 sobrealimentado. Os preços partirão de £76.350 (cerca de R$ 311,5 mil em conversão direta), chegando a £132.800 (R$ 541,5 mil). Ainda não tem previsão de chegada ao Brasil.

Oferecido como um pacote de equipamento opcional, o sistema de direção semiautônoma utiliza um controle de cruzeiro adaptativo, capaz de reconhecer as placas de sinalização na via, ajustando a velocidade de acordo com o limite da rua. Em combinação com os assistentes de saída de faixa, detector de ponto cego e frenagem de emergência inteligente, o Range Rover irá circular praticamente sozinho no trânsito.

Uma das novidades do Range Rover 2017 é o motor 3.0 V6 de 340 cv e 45,8 kgfm vindo do esportivo Jaguar F-Type.
Divulgação/Jaguar Land Rover
Uma das novidades do Range Rover 2017 é o motor 3.0 V6 de 340 cv e 45,8 kgfm vindo do esportivo Jaguar F-Type.

O mesmo pacote traz o novo modo Low Traction Launch, que ajuda o Range Rover a sair acelerar depois de parar em uma inclinação com problemas de aderência, como piso molhado ou sujo de lama. Os sistemas de assistência também contam com um monitor que analisa o modo de condução do motorista, para determinar se está sendo afetado por fadiga ou sono, alertando caso o cansaço esteja oferecendo um risco.

A central multimídia InControl Touch Pro, que estreou no Range Rover Evoque conversível, finalmente chega ao Range Rover. Conta com tela de 10 polegadas sensível ao toque, elogiada pela imprensa europeia por ser bem mais fácil de usar do que o sistema atual. Conta com a função Dual View, que mostra imagens diferentes para o motorista e o passageiro, e conexão com smartphones e smartwatches. Com um aplicativo, é possível controlar algumas funções à distância, como ligar o ar-condicionado.

No topo da linha estará o Range Rover SVAutobiography Dynamic, versão que usa um motor 5.0 V8 de 550 cv e 69,3 kgfm, preparado pela Jaguar SVO.
Divulgação/Jaguar Land Rover
No topo da linha estará o Range Rover SVAutobiography Dynamic, versão que usa um motor 5.0 V8 de 550 cv e 69,3 kgfm, preparado pela Jaguar SVO.

Há duas novas opções na gama. A primeira vem com motor 3.0 V6, superalimentado, de 340 cv e 45,8 kgfm de torque, o mesmo utilizado na versão mais básica do Jaguar F-Type . Depois de passar pela mão da Jaguar Special Vehicles Operations (SVO) , o Range Rover ganhou uma versão topo de linha chamada SVAutobiography Dynamic . A preparação da SVO deixou o utilitário com o motor 5.0 V8 sobrealimentado do Range Rover Sport SVR , de 550 cv e 69,3 kgfm de torque.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.