Parceria entre BMW e Toyota pode render motores para a próxima geração do Toyota Corolla, prevista para 2018

Toyota Corolla renovado é mostrado em evento na Rússia antes de ser apresentado no Salão do Automóvel, em São Paulo
Reprodução/Drive2.ru
Toyota Corolla renovado é mostrado em evento na Rússia antes de ser apresentado no Salão do Automóvel, em São Paulo

A nova geração do Toyota Corolla está prevista apenas para 2018, ainda assim os primeiros rumores começam a circular. A mídia japonesa afirma que o acordo entre BMW e Toyota irá além do desenvolvimento de um esportivo para fornecer uma nova opção de motor para o sedã médio, da mesma forma que foi feito com a minivan Verso e o sedã Avensis , que usaram o 1.6 e 2.0 turbodiesel da BMW.

LEIA MAIS: Toyota investe para fabricar no Brasil o motor do novo Corolla em 2019

Segundo os jornalistas nipônicos, a intenção é fazer com que o Toyota Corolla ganhe mais apelo ao aproveitar a tecnologia da BMW, conhecida pela qualidade de seus motores. Essa motorização seria reservada para os modelos topo de linha, o que aumenta as chances do 2.0 turbo de 184 cv usado na versão 320i do Série 3 , embora nada impeça que use também o 1.5 turbo de três cilindros e 136 cv. Outra possibilidade é o uso de motores diesel.

As duas marcas anunciaram uma parceria em 2011, que só começou a ganhar forma em 2013, quando revelaram que iriam fazer um novo esportivo em conjunto – esse modelo será o novo Supra para a Toyota e, para a BMW, o sucessor do Z4 . Em 2014, a BMW passou a fornecer motores diesel para a Toyota, enquanto a marca japonesa iria ajudar a alemã a produzir sistemas híbridos para a Europa.

LEIA MAIS: Toyota Corolla tem aumento de até R$ 1.890 nos preços

Construído sobre a nova plataforma Toyota New Global Architecture (TNGA), a mesma da nova geração do Prius , o Corolla deve ter seu entre-eixos aumentado, para melhorar o espaço interno, mas sem mudar o comprimento total do veículo. O esperado é que adote o motor 1.5 a gasolina, 1.5 com um conjunto híbrido, o 1.2 turbo a gasolina do novo utilitário C-HR e o velho conhecido 1.8 a gasolina.

Facelift em 2017

Não espere pela nova geração do Toyota Corolla no Brasil tão cedo. Antes disso, em 2017, teremos o aguardado facelift do sedã, utilizando o design que já foi apresentado na Europa no início de 2016. Recebeu faróis  e lanternas de LED, nova grade frontal com aberturas de ar mais estreitas, interior com acabamento mais caprichado e nova central multimídia. Para nós, a principal novidade é que receba controle eletrônico de estabilidade (ESP), item oferecido na maioria dos rivais do sedã médio.

LEIA MAIS: Toyota Corolla Dynamic é esportivo apenas na aparência. Veja a avaliação.