Evento reúne mais de 2 mil 2CVs do mundo todo. Confira o histórico do clássico, um dos ícones da marca francesa no mundo

Citroën 2CV: uma história de sucesso na Europa e um dos precursores do conceito de carro simples para o dia a dia
Divulgação
Citroën 2CV: uma história de sucesso na Europa e um dos precursores do conceito de carro simples para o dia a dia

A cidade de Ericeira (Portugal), localizada a 35 km de Lisboa, ficou famosa por receber etapas de campeonatos de surf. Mas dessa vez, as estrelas que deram o ar da graça por lá vieram do mundo das quatro rodas. O encontro de entusiastas do Citroën 2CV reuniu aproximadamente 2 mil unidades do clássico francês, e contou até com a presença de modelos de competição.

LEIA MAIS: Gasolina do carro antigo: Comum ou aditivada? Quanto dura?

A Citroën aproveitou o evento, que acontece a cada dois anos, para mostrar os novos C4 Cactus e o Citroën C3. A França já foi sede de dois desses encontros mundiais. O primeiro foi em 1989, enquanto o segundo aconteceu em 2011, quando 7 mil unidades do 2CVs estiveram reunidos em Salbris, na edição mais importante já realizada do encontro.

História

No centro, em evidência,  o engenheiro francês Pierre Jules Boulanger, que iniciou o projeto em meados da década de 40
Acervo/Citroën
No centro, em evidência, o engenheiro francês Pierre Jules Boulanger, que iniciou o projeto em meados da década de 40


O 2CVs leva a assinatura do engenheiro francês Pierre Jules Boulanger, que iniciou o projeto em meados de 1940 sob o pseudônimo de Toute Petite Voiture, ou Veículo de Pequeno Porte. Flaminio Bertoni foi responsável pelo desenho da carroceria. Com a invasão nazista que forçou a interrupção de todas as linhas de montagem para a fabricação de veículos militares, a continuidade de estudos sobre o novo protótipo ficou ameaçada. Havia também o medo de que os alemães utilizassem o projeto em benefício próprio.

LEIA MAIS: Alfa Romeo 2300: Confira o vídeo do sedã nacional com apelo esportivo

Com o fim da Segunda Guerra Mundial e da ocupação alemã, o 2CV foi mostrado no dia 8 de outubro de 1948, durante o Salão do Automóvel de Paris. Registros apontam reações mistas com a aparição do carro de baixo custo da Citroën. O simpático modelo apareceu com motor bicilíndrico refrigerado a ar de 375 c.c. e inimagináveis 9 cv de potência.

Boulanger queria criar um carro que fosse barato e capaz de auxiliar fazendeiros no trabalho do campo. Portanto, conforto não era a prioridade do projeto, até por conta da péssima qualidade das vias naquela época. Segundo a montadora, a intenção era que o 2CV fosse capaz de cruzar um terreno arado carregando cestas de ovos no porta-malas sem quebrar uma unidade sequer.

LEIA MAIS: Citroën mostra nova geração do C3 Aircross

O visual carismático também elevou o destaque do Citroën 2CV na cultura pop. O modelo fez diversas aparições nas histórias em quadrinhos de As Aventuras de Tintim, do cartunista belga Hergé.

Citroën 2CV em As Aventuras de Tintim. Modelo acabou sendo incorporado à cultura francesa pelo seu sucesso
As Aventuras de Tintim/Hergé
Citroën 2CV em As Aventuras de Tintim. Modelo acabou sendo incorporado à cultura francesa pelo seu sucesso


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.