Versão voltada para desempenho impressiona pelo preço e motor 2.7 V6 biturbo de 330 cv

Quando a Ford  lançou o Fusion Sport nas gerações passadas, oferecia apenas uma versão esportivada do sedã grande. Isso muda com a chegada do modelo reestilizado, agora equipado com um conjunto mecânico de respeito: motor 2.7 V6 biturbo de 330 cv e 52,5 kgfm de torque, combinado a uma transmissão automática de seis marchas e tração integral. Mais impressionante ainda é o preço de US$ 34.350 (R$ 116.910 em conversão direta).

É tão fora do comum que a mídia especializada norte-americana está chamando de “barganha”. O desempenho está muito acima de seus rivais diretos, como Chevrolet Impala (309 cv) e Volkswagen CC (203 cv). O torque chega a ser maior do que os 51 kgfm do Porsche 911 Carrera S . Isso por US$ 34.350, US$ 12.445 a menos do que um BMW 340i (que ainda tem 5 cv e 2,4 kgfm a menos do que o Fusion Sport ).

Vem equipado com bancos de couro com ajustes elétricos e aquecimento, rodas 19”, central multimídia Ford SYNC e o novo sistema de suspensão ativa, capaz de detectar buracos e reagir de acordo, para evitar danos e reduzir o desconforto a bordo. Alguns itens ficaram de fora, sendo oferecidos como opcionais, como navegador por GPS, controle de cruzeiro adaptativo e ar-condicionado de duas zonas.

Infelizmente, a Ford ficou devendo os dados de desempenho, como 0 a 100 km/h e velocidade máxima, assim como consumo. Por enquanto, não há informações sobre a possibilidade dessa versão chegar ao Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.