Dupla de modelos mais equipados mostra que tamanho não é documento e surpreende em vários aspectos. Saiba qual dos dois se saiu melhor

VW Polo e Fiat Argo: hatches compactos caprichados têm certo apelo esportivo e vêm bem equipados de fábrica
Caue Lira/iG
VW Polo e Fiat Argo: hatches compactos caprichados têm certo apelo esportivo e vêm bem equipados de fábrica

Começa a esquentar a briga entre os hatches compactos mais caprichados no Brasil. Com a chegada da nova geração do VW Polo às lojas o modelo da marca alemã passa a enfrentar os rivais de um segmento que promete crescer nos próximos meses. Por enquanto, neste comparativo, a novidade encara o Fiat Argo, na bem equipada versão Precision 1.8, de R$ 67.800 com câmbio automático de seis marchas, um pouco mais em conta que os R$ 69.190 que a VW pede pela versão topo de linha Highline 200 TSI.

LEIA MAIS: Volkswagen lança Polo da nova geração a partir de R$ 49.990

Será que a diferença de preço a favor do Fiat acaba sendo um fator determinante para superar o rival da Volkswagen? Não, apesar de custar um pouco mais, o Polo se mostra superior ao Argo nos mais variados aspectos. Já começa com o conforto dos bancos, mais firmes e que proporcionam uma posição de dirigir melhor. Além disso, o interior do VW Polo é mais bem organizado, com comandos de fácil acesso, acabamento de bom gosto e tudo funciona com precisão, de maneira simples e direta. 

Traseira do Polo parece mais conservadora, mas mantém um estilo elegante. No Fiat, há linhas um pouco mais arrojadas
Caue Lira/iG
Traseira do Polo parece mais conservadora, mas mantém um estilo elegante. No Fiat, há linhas um pouco mais arrojadas

No Argo, a primeira impressão é de um certo exagero na quantidade de comandos e botões. Apenas o volante tem 18 deles, o que pode causar certa confusão. E há de se estranhar a falta de algum que sirva para recolher os retrovisores externos, o que é conseguido apenas depois do carro desligado e trancado pelo controle remoto da chave. Ruim também é que a anatomia dos bancos dianteiros acaba cansando rapidamente tanto motorista quanto o passageiro ao lado.

Outra vantagem do Polo fica por conta do espaço interno um pouco melhor, principalmente para quem vai sentado no banco traseiro. O VW tem 2,57 metros de entre-eixos, ante 2,52 m do Fiat, mas ambos têm a mesma capacidade no porta-malas (300 litros). Os dos hatches também contam com boa área envidraçada e boa visibilidade, inclusive proporcionada pelos retrovisores, que são ligeiramente maiores no Argo.

Depois de ligar a ignição

Dada a partida, o VW Polo deixa claro sua superioridade. Tanto a parte mecânica quanto a estrutura do modelo da marca alemã estão à frente na comparação com os mesmos itens do rival. Quer um exemplo? Ok, o motor 200 TSI tem apenas 1.0 litro de cilindrada, mas consegue dar um pouco mais de agilidade que o 1.8 da Fiat com um consumo menor. Como? Com um projeto bem mais moderno, que inclui injeção direta de combustível, cabeçote de quatro válvulas por cilindro, materiais mais leves, sobrealimentação e uma parte eletrônica moderna e eficiente.

LEIA MAIS:  Fiat Argo é lançado sem sete versões a partir de R$ 46.800. Saiba detalhes

Enquanto isso, o Argo vem com motor baseado no que equipava o extinto Punto, cuja concepção é mais antiga. Foi feito a partir do 1.6 Tritec,que equipou o Mini Cooper até 2006 e recebeu uma série de melhorias. Porém, não tem o mesmo nível de eficiência do 200 TSI da VW, que tem potência específica de 128 cv/litro, ante 79,6 cv/ltro do concorrente da marca italiana. Apesar dos 800 cc de cilindrada a menos, o 1.0 turbo ainda consegue ter mais força em rotação mais baixa: são 20,4 kgfm a meros 2.000 rpm ante 19,3 a 3.750 rpm do 1.8 aspirado. 

Na prática, essa vantagem do Polo Highline se traduz em mais agilidade no dia a dia em qualquer situação, seja nas ultrapassagens ou retomadas. E sempre com um nível de ruído bem menor que no Argo Precision. Aliás, um dos pontos altos do Volkswagen é o isolamento acústico, que lembra o de modelos de segmentos superiores, como os sedãs de luxo. 

Para se ter uma idéia, conforme os dados das fabricantes, o Polo 200 TSI pode acelerar de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos, contra 10,4 s do Argo Precision. Também contribui com a maior rapidez do VW sua melhor relação entre peso e potência, de 8,9 kg/cv ante 9,10 kg/cv do Fiat. E mesmo com 11 cavalos a mais (139 cv ante 128 cv), o Argo tem velocidade máxima compatível com a do Polo (191 km/h ante 192 km/h do rival da Volkswagen). Na questão de desempenho, o Polo também supera o Argo nas curvas, mostrando mais solidez da estrutura e um acerto de suspensão mais convincente, que transmite mais segurança e garante melhor estabilidade nas curvas, ajudado pelos pneus 195/55R 16 (Dunlop) ante os 185/60R 15 (Pirelli) do concorrente da Fiat. 

LEIA MAIS:  Fiat Argo 1.3 Drive trava briga acirrada com Chevrolet Onix 1.4 LTZ

O golpe de misericórdia do VW Polo é um consumo menor, seja na cidade ou na estrada, independente do combustível que estiver no tanque. De acordo com os dados do Inmetro, o hatch da marca alemã faz 11,6 km/l de gasolina na cidade e 14,1 km/l na estrada, números que passam para 8 km/ le 9,8 km/l com etanol, respectivamente. São números quase iguais aos do Argo na cidade, mas que se mostram melhores em trecho rodoviário, uma vez que o Fiat faz 9,6 km/l com etanol e 13,8 km/l com gasolina.

Conclusão

Fica clara a superioridade do Polo na comparação com o rival Argo principalmente se for levado em conta a parte técnica. O conjunto do modelo da Volkswagen se mostra mais bem acertado em todos os aspectos, o que acaba levando a uma eficiência maior em qualquer situação. Além disso, o modelo da marca alemã transmite mais segurança no dia a dia. Portanto, vale a pena pagar um pouco mais pelo VW Polo em relação ao que custa o Fiat Argo.

Ficha Técnica - Fiat Argo Precision 1.8 6AT

Preço: a partir de R$ 67.800

Motor:  1.8, quatro cilindros, flex

Potência:  139 cv (E) / 135 cv (G) a 5.750 rpm

Torque:  19,3 kgfm (E) / 18,8 kgfm (G) a 3.750 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus:  185/60 R15

Dimensões: 3,99 m (comprimento) / 1,72 m (largura) / 1,51 m (altura), 2,52 m (entre-eixos)

Tanque: 48 litros

Porta-malas: 300 litros 

Consumo etanol: 7,1 km/l (cidade) / 9,5 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 10,1 km/l (cidade) / 13,2 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 10,4 segundos 

Velocidade máxima: 191 km/h

Ficha Técnica - Volkswagen Polo Highline 200 TSI

Preço: a partir de R$ 69.190 

Motor:  1.0, três cilindros, turbo flex

Potência:  128 cv (E) / 115 cv (G) a 5.500 rpm

Torque:  20,4 kgfm a 2.000 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios:  Discos ventilados (dianteiros) / discos sólidos (traseiros)

Pneus:  195/55 R16

Dimensões: 4,06 m (comprimento) / 1,75 m (largura) / 1,47 m (altura), 2,57 m (entre-eixos)

Tanque: 52 litros

Porta-malas: 300 litros 

Consumo etanol: 8 km/l (cidade) / 9,8 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 11,6 km/l (cidade) / 14,1 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 9,6 segundos

Velocidade máxima: 192 km/h

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.