Tamanho do texto

Mais próximo do Civic, Honda City ganha nova cara e mais equipamentos. Estreia no Brasil deve acontecer no 2º semestre de 2017

Mais equipamentos como controle de estabilidade, design parecido com o do Civic...vale tudo para manter as vendas do Honda City
Divulgação/Honda
Mais equipamentos como controle de estabilidade, design parecido com o do Civic...vale tudo para manter as vendas do Honda City

Sucesso na Ásia, o Honda City passa por sua atualização de design de meio de vida. O sedã, que foi lançado no resto do mundo em 2013 e só em 2014 no Brasil, tenta parecer um pouco mais com o Civic , seu irmão maior e que traz a nova identidade visual da marca. Estreia primeiro na Tailândia e nos países vizinhos, onde vende muito bem. Por aqui, o esperado é que apareça apenas no segundo semestre – a primeira metade de 2017 será dedicada ao novo WR-V .

LEIA MAIS: Honda WR-V chega às lojas em maio de 2017

Exatamente como havíamos visto nos flagras, o Honda City renovado recebe uma nova grade frontal (com desenho interno de colmeia) e a asa cromada em V muda levemente. O para-choque dianteiro tem novas linhas, principalmente para a entrada de ar. Os faróis passam a contar com LED nas lâmpadas e nas novas luzes de iluminação diurna. As rodas cresceram para 16 polegadas, de liga leve. Na traseira, a única diferença é o novo para-choque.

Deram mais foco ao interior e os equipamentos. A cabine tem um novo acabamento de couro com detalhes na cor metálica. A central multimídia foi substituída pelo mesmo sistema do Civic, com uma tela de 6,8 polegadas sensível ao toque e com câmera de ré. Passa a contar com controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, airbags laterais e de cortina, e partida por botão.

LEIA MAIS: Honda Civic topo de linha, ou um de seus 10 rivais em preço?


Por lá, ficou 10 milímetros mais alto e com novo ajuste de suspensão, demanda dos clientes na Índia, onde o asfalto é bem irregular. Segue com o motor 1.5 i-VTEC de 117 cv, nas versões a gasolina e a diesel. O câmbio CVT é o mesmo, preparado para simular sete marchas e com a opção de trocas manuais por paddle-shift atrás do volante.

LEIA MAIS: Novo Honda CR-V estreia nos EUA pelo equivalente a R$ 80 mil

Novidades da Honda

A marca ainda não confirma, mas o Honda City renovado deve chegar ainda este ano, para diminuir um pouco a diferença nas vendas em relação ao rival Chevrolet Cobalt . Porém, não é a prioridade nos planos da marca. Até junho, toda a atenção estará com o WR-V, versão aventureira do Fit apresentada no Salão do Automóvel de São Paulo e que chega às lojas em maio. Outra novidade será a nova geração do utilitário CR-V , lançada recentemente no exterior e que deve pintar por aqui apenas no fim de 2017.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.