undefined
Divulgação
Papa Francisco desembarca do carro elétrico Nissan Leaf. Sinais dos novos tempos de mobilidade ecologicamente correta

Como diz a música, o Papa é Pop, mas também é elétrico. O Vaticano anunciou que o Papa Francisco escolheu o Nissan Leaf como novo papamóvel, doado pela empresa de consultoria alemã Wemuth Asset Management GmbH. A companhia apresentou quatro estudos para transformar a cidade-estado em um dos primeiros locais do mundo com 100% de energia renovável e sem emissões de poluentes.

LEIA MAIS: Van elétrica da Nissan é transformada em inédito escritório inédito

O plano muda um pouco a vida automotiva do Papa Francisco, já que ele irá abrir mão do Ford Focus que usava como papamóvel no Vaticano. E isso pode afetar também seus futuros papamóveis – mais do que a política do atual pontífice de não usar carros blindados. Com essa mudança, paramos para lembrar dos papamóveis mais bacanas que já serviram à figura mais importante da Igreja Católica.

No entanto, até que venha o próximo Papa, iremos ver modelos mais comuns, já que o Papa Francisco é contra os carros blindados que, em sua visão, o deixam longe dos fiéis, justamente o contrário do papel que deveria desempenhar – mesmo que corra risco com tentativas de assassinato. E, como ele próprio gosta de guiar pelo Vaticano, acaba escolhendo automóveis mais fáceis de dirigir.

A lista de veículos é enorme, passando de grandes limosines como Mercedes-Benz Classe S, Lincoln Continental, por grandes utilitários como o Mercedes-Benz Classe M e picapes como Isuzu D-Max. Usou até mesmo carros baratos - quando visitou o Brasil em 2013, saiu da Base Aérea do Galeão em um Fiat Idea sem qualquer adaptação.  Relembramos os 10 mais interessantes que já passaram pelas mãos dos Papas.

1 - Mercedes-Benz Classe M

undefined
Divulgação
Um dos últimos carros blindados usados pelo Papa, o Mercedes-Benz Classe M cumpriu seu papel até que o Papa Francisco decidisse usar um papamóvel menos fechado.

A Mercedes-Benz, se quisesse fazer uma propaganda envolvendo a Igreja, poderia se intitular a marca oficial do Papa – só que a época já passou. Um dos últimos modelos utilizados foi um Classe M 430, transformado em papamóvel, com a adição de vidros a prova de bala e uma posição mais alta para o passageiro.

2 - Jeep Wrangler

undefined
Divulgação
Se começasse uma confusão, o Papa poderia fugir pelo mato, fazendo trilha com o Jeep Wrangler.

O Papa anda até de jipe. No caso, um Jeep Wrangler, criado pela fabricante para a visita aos EUA em 2015. Como ele fez um tour pelo país, ao invés de levar o papamóvel para todos os lados, recebeu mais algumas unidades, além das que serviram de reserva em caso de pane. Além do estilo off-road, o para-lama traseiro era largo o suficiente para que parte dos seguranças ficasse de pé sobre ele.

LEIA MAIS:  Batmóvel com 340 mil peças de Lego vai ao Salão de Detroit. Veja detalhes

3 - Mercedes-Benz 230 G

undefined
Divulgação
Um dos carros que ficaram mais tempo em uso pelo Papa foi o Mercedes-Benz 230 G.

Nem sempre o Papa recebe um novo veículo quando visita algum país. Em alguns casos, ele leva seu próprio carro para garantir sua segurança. Foi o caso do Mercedes-Benz G-Wagen que fazia parte da frota do Papa João Paulo II. Era quase que um xodó, já que acompanhou o pontífice em muitas viagens, até mesmo aos Estados Unidos.

4 - SEAT Panda Marbella Papamóvil

undefined
Divulgação
O menor papamóvel já utilizado foi o pequeno espanhol SEAT Panda, onde só cabiam o motorista, um passageiro e o pontífice.

Quando o Papa João Paulo II visitou a Espanha em 1982, a montadora local SEAT preparou um veículo que é muito mais a cara do Papa Francisco. O Panda Marbella Papamóvil tornou-se o menor papamóvel já utilizado pelo pontífice. A única “proteção” que ele tinha é a grade em volta da área onde ficava de pé. Bem humilde comparado com os Mercedes-Benz que eram usados em outros países da Europa.

5 - Leyland Motors Popemobile

undefined
Divulgação
O Papa andou até de caminhão, com esse papamóvel feito pela inglesa Leyland que pesava 24 toneladas.

Se o SEAT Panda foi o menor papamóvel da história, o Leyland Popemobile de 1982 é o maior deles. A fabricante de caminhões trabalhou duro, criando um veículo de mais de 24 toneladas e com o conhecido cubículo de vidro de onde o Papa pode observar os fiéis. Pelo menos ele não podia reclamar do espaço, praticamente um apartamento comparado com o pequeno Panda.

6 - Lincoln Continental Lehmann-Peterson

undefined
Divulgação
Para desfilar com estilo nos EUA, o Papa Paulo VI usou um Lincoln Continental especial, que conseguia erguer seu assento.

A lista de limosines usadas pelo Papa é consideravelmente longa. Uma das mais interessantes foi a Lincoln Continental Lehmann-Peterson utilizado na visita à Nova York (EUA) em 1965 pelo Papa Paulo VI. Tinha um segundo para-brisa posicionado no meio do teto, para quando elevassem o assento do pontífice para que pudesse ser visto pela multidão.

LEIA MAIS:  Confira os 5 carros mais famosos da história do cinema mundial

7 - Renault Kangoo ZE

undefined
Divulgação
O primeiro carro elétrico usado por um Papa foi a van Renault Kangoo ZE, usado para transportar o Papa Bento XVI pelo Vaticano.

O novo Nissan Leaf do Papa Francisco não é o primeiro carro elétrico usado pela maior autoridade do Vaticano. Seu antecessor, Papa Bento XVI, era conhecido por sua preocupação com o meio ambiente – alguns o apelidaram de “Papa Verde”. Locomovia-se pela Itália com um Renault Kangoo Maxi Z.E., a versão elétrica da van vendida na Europa, cedida pela própria marca francesa.

8 - Range Rover

undefined
Divulgação
O Range Rover de 1981 foi o primeiro papamóvel blindado da história, criado após o atentado contra o Papa João Paulo II.

Em 1981, quando estava passando pela Praça de São Pedro, no Vaticano, um terrorista turco atirou contra o Papa João Paulo II. Atingido duas vezes, o pontífice quase perdeu a vida. Foi assim que apareceu o primeiro papamóvel blindado, feito pela Land Rover e entregue durante a visita à Inglaterra – e que começou a tradição de criar veículos ainda mais seguros para proteger sua santidade.

9 - Toyota Land Cruiser

undefined
Divulgação
O Papa não anda só de Mercedes-Benz e similares. Quando necessário, também conseguia se adaptar a um modelo mais barato, como o Toyota Land Cruiser.

Um dos modelos mais inusitados foi o Toyota Land Cruiser que carregou o Papa João Paulo II em 1988. Usando o mesmo argumento de racionalidade usado pelos fãs dos carros japoneses, o Vaticano escolheu o utilitário por seu design e as necessidades de segurança, além do trajeto a ser feito por sua santidade.

10 - FSC Star 660

undefined
Divulgação
O mais emblemático dos papamóveis é o FSC Star 660, que virou símbolo da luta polonesa contra o regime comunista.

Tem carro comunista também e é um dos mais legais da lista. O FSC Star 660 foi utilizado pelo Papa João Paulo II em uma viagem à sua terra natal, a Polônia. O que torna esse papamóvel especial é o fato de ser um caminhão de bombeiro de seis rodas que passou por uma série de alterações, incluindo alguns pitacos do próprio pontífice. Virou um símbolo por muitos o considerarem uma crítica aos soviéticos – pouco depois, o regime comunista da Polônia caiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários