Tamanho do texto

Fabricante começa as comemorações do aniversário nos 60 países em que atua. Festa acabará apenas em setembro. Saiba mais detalhes

Ferrari 125S, o primeiro modelo da marca para andar nas ruas, de 1947, ao lado da recém-apresentada LaFerrari Aperta
Divulgação
Ferrari 125S, o primeiro modelo da marca para andar nas ruas, de 1947, ao lado da recém-apresentada LaFerrari Aperta

A Ferrari abre a temporada de comemorações dos seus 70 anos de história com a imagem do primeiro modelo da marca feito em série, o 125S, de 1947, ao lado do superesportivo LaFerrari Aperta, que foi escolhido como o símbolo do aniversário. Os dois carros foram fotografados em frente à fábrica em Maranello (Itália).

LEIA MAIS: Rara Ferrari ficou escondida em apartamento por décadas. Saiba detalhes

No caso do 125S, um fato interessante é que o carro foi usado numa corrida no circuito de Piacenza, com Franco Cortese pilotando como líder, quando teve um problema na bomba de combustível e teve que abandonar a prova. Por causa disso, Enzo Ferrari , fundador da marca, disse que o modelo sería um fracasso, mas nove dias depois acabou vencendo o GP de Roma.

E a La Ferrari Aperta é o mais recente supercarro fabricado pela marca italiana. O conjunto mecânico é híbrido e inclui motor V12 de 800 cv que funciona com outro elétrico, de 163 cv, somando 963 cv. Como não poderia deixar de ser, o desempenho é de tirar o fôlego: a aceleração  de 0 a 100 km/h é feita em menos de 3 segundos, com maxima de 350 km/h. Além disso, é possível sair de imobilidade até atingir 200 km/h em apenas 7 segundos. Confira abaixo algumas imagens histórias da Ferrari, o que inclui alguns modelos. 

LEIA MAIS:  Ferrari F40 de Eric Clapton está à venda por US$ 1 milhão



Homenagens a Enzo Ferrari

Além dos 70 anos da Ferrari, o fundador da marca também será homenageado com dois filmes. Um deles terá o ator Robert De Niro como protagonist e vai contar uma história mais recente do comendador. E o outro acaba de ser anunciado e terá Hugh Jackman como ator principal. A direção ficará por conta do renomado Sydney Pollack. Terá um enredo mais abrangente, incluindo a parte da longa tragetória da marca nas pista de corrida e episódios trágicos, como o acidente na Mille Miglia de 1957, quando 10 expectadores da prova que estavam nas arquibancadas acabaram morrendo, assim como piloto e piloto do carro que sai da pista fora de controle.

LEIA MAIS: Ferrari mostra seu cupê com motor dianteiro mais potente da história

Pelo visto, Jackman não terá problemas para interpretar Ferrari, que sempre foi conhecido pelo temperamento complicado, além de ser megalomaníaco – se tiver dúvida, basta dar uma conferida nos filmes do Wolverine ou no Logan, que está em cartaz. E tudo indica que os fãs de automobilismo terão um belo filme para assistir, do mesmo bom nível de outros do gênero, como “Senna” e “Rush”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.