Tamanho do texto

Décima geração do esportivo será vendida por cerca de US$ 25 mil ( em torno de R$ 78,6 mil) nos EUA. Saiba mais sobre a nova versão do sedã médio

O novo Honda Civic Si será posicionado abaixo do Type R, disponível apenas como hatch. No Brasil, versão está em estudo
Divulgação/Honda
O novo Honda Civic Si será posicionado abaixo do Type R, disponível apenas como hatch. No Brasil, versão está em estudo

A nova geração do Honda Civic Si finalmente foi revelada por completo, após uma aparição no Salão de Los Angeles (EUA), ainda como conceito, em outubro passado. O modelo com um toque a mais de esportividade será vendido em diversos países nas versões sedã e cupê, como uma opção para quem prefere um carro de três volumes, ou não tem como levar o monstruoso Civic Type R. Chega às lojas em maio, com preços por volta de US$ 25 mil (R$ 78,6 mil, numa conversão simples), ainda sem previsão de estreia no Brasil, onde a marca estuda a possibilidade de vendê-lo.

LEIA MAIS: Honda Civic Sport, como anda a versão mais simples e divertida do sedã

Seguindo a tendência da fabricante de utilizar motores turbinados, o Honda Civic Si abandona o 2.4 aspirado de 206 cv e 23,9 kgfm da nona geração. Em seu lugar está o mesmo 1.5 turbo da versão mais civilizada do sedã, só que um novo ajuste que permite que chegue a 207 cv e 26,5 kgfm, ao invés dos 173 cv e 22,4 kgfm do Civic Touring. São 34 cv a mais e 4,1 kgfm extras de torque para o esportivo.

Não parece muito quando comparado com o 2.4 da geração passada. A diferença é que o motor aspirado mostrava sua potência máxima a 7.000 rpm e o torque máximo era alcançado nos 4.400 rpm. O 1.5 é bem mais eficiente. Os 207 cv são atingidos com 5.700 rpm, enquanto o torque já aparece entre 2.100 rpm e 5.000 rpm. Será combinado exclusivamente ao câmbio manual de seis marchas e tem apenas tração dianteira.

LEIA MAIS: Honda Civic Touring vale mesmo R$ 124.900? Confira na avaliação

Ainda entre os ajustes que a versão Si recebeu, destaca-se a suspensão esportiva, com sistema de amortecimento adaptativo, molas mais rígidas (30% na frente e 60% atrás) e barras estabilizadoras. Colocaram também um diferencial de deslizamento helicoidal, discos de freios dianteiros de 12,3”, incluíram rodas de liga leve de 18 polegadas, com pneus 235/40, e a direção elétrica é progressiva, com dois pinhões com proporções variáveis.

 Civic bombado

Para o Civic Si ficar com cara de mau, recebeu um para-choque dianteiro com grade preta e largas entradas de ar ao lado. Logo acima, grade frontal com o logo da Honda, foi pintada de preto. A traseira é diferente entre o sedã e o cupê, cada um com seu para-choque exclusivo com saídas de ar falsas (menores na versão de duas portas). A asa traseira também muda (bem maior no cupê) enquanto o sedã tem um pequeno defletor de ar saltando para fora do porta-malas.

LEIA MAIS: Honda Civic topo de linha ou um dos seus rivais em preço. Confira no comparativo

Sua cabine conta com bancos esportivos com costuras na cor vermelha. Esse tom também é utilizado nos detalhes do acabamento das portas, volante e na alavanca do câmbio. Vem com os mesmos equipamentos que a versão intermediária EX. Assim, o Honda Civic Si vem  com ar-condicionado de duas zonas, bancos aquecidos, sensor de chuva e central multimídia, com tela sensível ao toque, de sete polegadas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.